Saiba que deputados paraibanos votaram a favor de penduricalhos na lei eleitoral

Regras foram rejeitadas pelo Senado e texto foi mandado de volta para a Câmara, que pode ou não reinserir penduricalhos

Deputados participam de votação na Câmara. Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados vai encarar novamente o texto da mini-reforma eleitoral. O texto criou um monte de regras que tornariam as eleições menos transparentes e menos eficiente o combate à corrupção eleitoral. O texto tinha passado na Casa há 15 dias, quando foi votado sem alarde e enviado ao Senado. Na Casa Alta, a repercussão negativa e a pressão popular fizeram os senadores recuarem e podarem os “penduricalhos”.

Caberá aos deputados, agora, reavaliar o texto, que precisa ser sancionado até o dia 4 de outubro, pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), para ter validade nas eleições do ano que vem. O texto aprovado na Câmara trouxe medidas que facilitam a vida de quem pretende disputar as eleições e, eventualmente, cometer irregularidades. Como estes trechos foram suprimidos pelo Senado, eles poderão ser reinseridos pela Casa.

As medidas incluíam facilitação de caixa 2, redução da possibilidade de punição por erros na prestação de contas e redução dos mecanismos de controle e transparência. Votaram a favor do projeto, há 15 dias, os deputados Efraim Filho (DEM), Wellington Roberto (PR), Gervásio Maia (PSB), Julian Lemos (PSL), Frei Anastácio (PT), Wilson Santiago (PTB) e Hugo Motta (PRB). Votaram contra Edna Henrique (PSDB), Pedro Cunha Lima (PSDB) e Ruy Carneiro (PSDB).

comentários - Saiba que deputados paraibanos votaram a favor de penduricalhos na lei eleitoral

  1. Tiago vilar Disse:

    Vamos divulgar e não votar mais…

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *