Aliado de Ricardo é exonerado do governo e culpa rompimento

Givanildo Pereira dos Santos era responsável pelo Orçamento Democrático

Reprodução

O Diário Oficial do Estado (DOE) trouxe na Edição desta sexta-feira (13) várias publicações de exonerações e contratações. As mudanças ocorrem no momento de tensão entre o atual governador, João Azevêdo, e o ex-governador Ricardo Coutinho, ambos do PSB. Entre os exonerados está Givanildo Pereira dos Santos, que comandava o Orçamento Democrático do Governo. Em nota, ele apontou perseguição política.

Pereira se diz vítima do rompimento iminente entre as duas maiores lideranças do partido. “Que continuidade é essa, da perseguição, da demissão, simplesmente por defender e acreditar naquilo que acredito, de ter a coerência com a minha própria história, de ter e ser GRATIDÃO… Não me arrependo de ter me posicionando a favor da história, coerente e, sobretudo de cabeça erguida e espinha ereta. Pois o amanhã pertence a Deus”, diz Givanildo Pereira.

Os desentendimentos entre João Azevêdo e Ricardo Coutinho foram intensificados desde que houve a “autodissolução” do Diretório Estadual do PSB. O governador diz que o movimento do antecessor no caso provocou rompimento da democracia interna no partido. Há quem não descarte a demissão de outras lideranças da sigla.

comentários - Aliado de Ricardo é exonerado do governo e culpa rompimento

  1. Ronaldo Disse:

    Tem que fazer a limpeza mesmo

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *