Executivo 18:53

Após promessas do MEC, reitora sinaliza que UFPB não fechará as portas

Governo federal promete liberar parte do que foi contingenciado até agora

Professores e alunos vinha discutindo a suspensão das aulas por falta de recursos. Foto: Krystine Carneiro

A reitora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Margareth Diniz, acredita que a instituição não vai mais fechar as portas. Ela recebeu o compromisso do secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), Arnaldo Barbosa, de que pelo menos parte dos recursos contingenciados pelo órgão deve ser liberado para o socorro às universidades.

Ao todo, o governo federal contingenciou R$ 44 milhões que deveriam ser repassados à instituição. Este montante é correspondente a 30% dos recursos destinados ao custeio da instituição. A promessa é a de que de 15% a 20% do montante serão repassados para a universidade.

Da totalidade dos recursos, o governo federal prometeu ainda cumprir o compromisso inicial de pagar a cota de 70% do dinheiro devido. Até agora, apenas 58% foi repassado. Esses 12% devem ser pagos até a primeira semana de setembro. Com isso, a reitora acredita que conseguirá pagar as contas de agosto e setembro.

A partir daí, a meta será conseguir pelo menos parte dos R$ 44 milhões contingenciados. Com isso, Margareth acredita que será possível finalizar o ano.

A UFPB tem 29.993 alunos matriculados, o que representa mais do que a população de 205 cidades paraibanas. Ao todo, são oferecidos 126 cursos de nível superior ofertados. O orçamento previsto para este ano na instituição é de R$ 2,2 bilhões, o terceiro maior da Paraíba. Fica atrás apenas do governo do Estado e da prefeitura de João Pessoa.

Mais Notícias

COMENTÁRIOS

  1. Avatar for Suetoni
    Tiago vilar

    Então as “ameaças” não eram verdadeiras !!!???

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *