Ricardo acusa Bolsonaro de praticar ”discriminação odienta” contra o Nordeste

Ex-governador da Paraíba diz que presidente abandonou obras federais na região e incentiva a violência

Ricardo Coutinho critica a postura do atual presidente. Foto: José Marques/Secom-PB

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), acusou o presidente Jair Bolsonaro (PSL) de praticar “discriminação odienta” contra o Nordeste. A região foi a única, no Brasil, onde o gestor perdeu nas eleições de 2018 em todos os estados. Para o socialista, é preciso que os outros poderes façam seu papel para impor limites ao capitão reformado do Exército.

“É uma discriminação odienta. É importante que as demais instituições ponham um freio nisso e atuem na defesa da democracia”, disse Coutinho, em entrevista ao Uol. Ele questionou ainda que “em qual época na história você viu um jornal austríaco de respeito dizendo que o Brasil elegeu um idiota? Em qual época tivemos presidente brasileiro atacando a vontade soberana de um povo, como no caso do Nordeste? As coisas estão num patamar anticivil.”

O ex-gestor paraibano disse ainda que já esperava um governo desastrado, mas se mostrou surpreso com os arroubos de violência discursiva do mandatário. “É a violência na palavra; nas relações institucionais federativas, internacionais; na discriminação e no preconceito. Tudo hoje está sendo movimentado em torno da violência, que é comandada pelo atual presidente da República. Todo dia sai algo de estarrecer”, destacou.

A Paraíba acabou entrando na rota dos ataques de Bolsonaro desde que, em conversa vazada, o presidente atacou os nordestinos. Ao se referir à região, em conversa reservada com o ministro Ônix Lorenzoni, o gestor não percebeu os microfones abertos. Ele disse que “daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão. Para amenizar a frase preconceituosa, no dia seguinte, disse que se referia ao governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), e do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Mas não colou…

4 comentários - Ricardo acusa Bolsonaro de praticar ”discriminação odienta” contra o Nordeste

  1. Tiago vilar Disse:

    O recalque do ex-Farmacêutico é grande. Em seis meses, Bolsonaro liberou a comercialização do nosso queijo artesanal, que ele não fez em oito de governo.

    • Marcone Otávio Correia Disse:

      No entanto ele parou as obras do Rio São Francisco e a cidade de Monteiro deixou de receber água que iam beneficiar não só nosso estado, mas outros estados do nordeste, isso é que é um presidente péssimo.

  2. paulo ozires Disse:

    VAI LAVAR ESSA BOCA TORTA APROVEITADOR CAPACHO DE LULA, INCONSEQUENTE, INCOMPETENTE, PARA FALAR MAL DO CAPITÃO BOLSONARO QUE ESTÁ SALVANDO NOSSO BRASIL O QUAL FOI DESTROÍDO PELOS CRIMISOS DO PT A QUEM TÚ ÉIS SUBMIÇO.

  3. Joao Cecilio Disse:

    O cara fala em frase (Odienta) contra alguém que não tolera, como se o mesmo fosse um pacificador. Afundou os funcionários da municipalidade e estado jogando-os à miséria e a toda sorte nefasta com seu ódio e veneno destilado nunca visto; descumpriu leis, modificou até os costumes pra pior; desafiou e zombou dos Poderes e Órgãos; casou e batizou no estado a seu modo e capricho e ainda, por enquanto, continua ileso das malfadadas peripécias perpetradas. Jamais terá em vida o tal político os requisitos inerentes a um PALADINO DA MORALIDADE, pois carrega consigo, intrinsecamente, os instintos da maldade. Seu espírito quando no futuro do corpo se separar estará a anos Luz de distância do Reino do Altíssimo.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *