Acessibilidade: Câmara de João Pessoa passa a usar Closed Caption made in Paraíba

Produto é desenvolvido pela Xtream, empresa da Rede Paraíba de Comunicação

Solenidade marcou assinatura de convênio entre a Rede Paraíba e a Câmara de João Pessoa. Foto: Olenildo Nascimento

A Câmara de Vereadores de João Pessoa começou a disponibilizar o serviço de um gerador de Closed Caption automatizado. A medida possibilita maior acessibilidade para os espectadores e preenche a necessidade de a Casa se adequar a exigências legais. A parceria para a oferta do serviço foi fechada com a empresa de soluções em Tecnologia da Informação (TI) Xtream, que pertence à Rede Paraíba de Comunicação.

O Sistema Syntax CC, que gera Closed Caption, tem 100% de automação, já com correção gramatical, reconhecimento de voz e facial de pessoas previamente cadastradas e sem necessidade de digitação e validação. O recurso já está em operação há cerca de 1 ano nas TVs Cabo Branco e Paraíba e vem sendo aprimorado pela Xtream há 2 anos.

“É uma alegria saber que esse produto é desenvolvido aqui na Paraíba, pela equipe da TV Cabo Branco, e também que é um importante instrumento de acessibilidade. Todos estão vendo aí. Além disso, é bom também ressaltar que somos a primeira Câmara do Brasil na se adequar à legislação”, ressaltou o presidente da Casa, João Corujinha (DC).

O sistema promete uma economia de custo e tempo porque não exige a montagem de uma grande estrutura ou contratação de pessoal. É necessário apenas um computador simples, com uma placa de captura de vídeo e um encoder, sistema também desenvolvido pela Xtream.

“Antes, existia uma dificuldade de fazer o Closed Caption porque precisava de um locutor e uma pessoa pra validar o texto. A ferramenta deixa o processo todo automático. O vídeo é transmitido ao vivo e, nessa transmissão, é captado o áudio, feita a transcrição e, ainda por cima, identificadas as pessoas que estão falado, por vídeo ou por áudio”, esclareceu o cofundador da Xtream Washington Lima.

A coordenadora do Portal da Câmara, Rafaela Cristófoli, explicou que a tendência é que a experiência de João Pessoa seja levada para outras cidades brasileiras. Ela será empossada no fim do mês no cargo de diretora técnica da Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas. A ideia será expandir os serviços.

“Em nome da Rede Paraíba de Comunicação, quero agradecer o empenho. É um prazer e satisfação neste momento estar assinando esse termo que fornece o recurso à TV Câmara, a primeira a ter o sistema pra todas as pessoas, sobretudo pra quem precisa de acessibilidade” afirmou o presidente da Rede Paraíba de Comunicação, Eduardo Carlos.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *