Bolsonaro ataca João e diz que para ser nordestino falta apenas “crescer um pouquinho a cabeça”

Presidente voltou a negar ataque aos nordestinos ao chamar os gestores da região de “governadores de paraíba”

Bolsonaro critica João Azevêdo durante evento na Bahia. Foto: Divulgação/ABr

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou ao Nordeste pela segunda vez em menos de um mês. O destino foi novamente a Bahia, onde visitou Sobradinho, localizada a 602 quilômetros de Salvador. Lá, ao ser confrontado novamente com a polêmica frase em referência aos “governadores de paraíba”, voltou a assegurar que não tem preconceito com nordestinos. E foi além: afirmou que os governadores do Nordeste querem transformar a região em uma Cuba.

Bolsonaro voltou a apresentar a releitura da própria frase, alegando que quand0 falou dos “paraíbas” fez referência apenas aos governadores do Marnahão, Flávio Dino (PCdoB), e da Paraíba, João Azevêdo (PSB). Em um vídeo postado nas redes sociais do deputado federal Claudio Cajado (PP-BA), gravado durante o evento, Bolsonaro disse que para ser “cabra da peste” só está faltando “crescer um pouquinho a cabeça”. A referência costuma ser usada de forma pejorativa, para dizer que nordestinos têm “cabeça grande” ou “cabeça chata”.

“Não estou aqui com colegas nordestinos para fazer média. […] Mas não existe esta questão de preconceito. Eu tenho preconceito é com governador ladrão que não faz nada para o seu estado”, afirmou o presidente. Bolsonaro voltou a alegar que os governadores escondem que as obras, nos estados, que têm convênio com o governo federal. “Não vou negar nada para o estado. Mas se eles [governadores] quiserem que realmente isso tudo seja atendido, eles vão ter que falar que estão trabalhando com o presidente Jair Bolsonaro. Caso contrário, eu não vou ter conversa com eles e vou divulgar obras junto às prefeituras”, afirmou.

Bolsonaro ainda afirmou que o Nordeste tem recebido recursos abundantes do governo federal e que não vai admitir que governadores do Maranhão e da Paraíba “façam politicalha perante a minha pessoa”. A declaração ocorre menos de uma semana depois de um levantamento feito pelo Estadão mostrar que a liberação de recursos pela Caixa Econômica para a região caíram de 21% no mesmo período de 2018 para 2,2% neste ano.

Nesta segunda, ele foi à Bahia para inaugurar a primeira etapa da Usina Solar Flutuante, erguida pela Chesf (Companhia Hidro Elétrica do São Francisco) em Sobradinho. O projeto foi licitado na gestão de Dilma Rousseff (PT) e foi iniciado durante a gestão de Michel Temer (MDB). Coube a Bolsonaro a conclusão. O projeto foi orçado em R$ 55 milhões. A usina possui 3.792 painéis solares e potência instalada de um megawatt pico.

comentários - Bolsonaro ataca João e diz que para ser nordestino falta apenas “crescer um pouquinho a cabeça”

  1. João Dionísio Disse:

    Os governadores nordestinos, em particular os governadores do meu estado da Paraíba nos últimos anos, têm feito muita merda em sua gestões, tais como roubo, desvio, nepotismo, compra de votos, entre outras falcatruas sebosas por aí.
    Essa é a imagem que a quase totalidade dos governadores e demais políticos do nordeste possuem perante o resto do país. Me dá nojo quando os vejo falando ou discursando de forma primitiva e reacionária sob qualquer circunstância.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *