Contrariando Ricardo, João Azevêdo arremata: “o G10 é governo”

Governador diz não ter dúvidas de que terá o apoio do G10 nas votações de interesse do Executivo

João Azevêdo e Ricardo Coutinho já não demonstram o mesmo afinamento de meses atrás. Foto: José Marques

O governador João Azevêdo (PSB) tem demonstrado certa impaciência com declarações recentes do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB). Durante entrevista em Cajazeiras, no fim de semana, o padrinho político do atual gestor fez críticas ao G10. O grupo, na visão dele, foge ao projeto socialista quando se posiciona como “independente” em algumas pautas. A postura do atual governador, na visão dele, deveria ser a de cobrar fidelidade absoluta do bloco. Azevêdo, por outro lado, deu provas de que pensa diferente e que não tem dúvidas de que o grupo votará com as matérias do governo.

“Eu não tenho dúvida nenhuma (da fidelidade do G10). Eu já tive reunião com o G10, G13, G14 e todos eles, evidentemente, colocaram claramente que são da base. O G10 é um grupo da base e é nessa lógico que nós temos trabalhado (pela unidade). O governo elegeu por esse projeto que hoje represento 22 deputados e tem mais dois deputados associados a este projeto e que têm dado a sustentação que o governo precisa. E é nessa lógica de agregar, de somar, de atrair quem efetivamente tiver interesse de continuar construindo esse projeto, que nós temos construído essa relação nossa com a Assembleia”, disse João Azevêdo.

O governador garantiu ainda que vai sentar com todos os grupos que tenham interesse de contribuir com a governabilidade. “E não tenho dúvida com essa matéria que vamos apresentar hoje (27), qual vai ser o posicionamento do G10 todo lá dentro. Então não tenho essa preocupação”, destacou João Azevêdo. O gestor vem trilhando clara rota de colisão com o ex-governador. No sábado, Coutinho disse que vai se manter no apoio ao sucessor, desde que haja manutenção do projeto. Disse, ainda, que deixou uma máquina organizada para o sucessor, com a indicação de poucos cargos.

Os estranhamentos do ex-governador com o atual vêm se estendendo há algumas semanas. Os aliados de Ricardo não gostaram, por exemplo, de declarações de João no sentido de que eles são completamente diferentes. Desde então, nos bastidores, sobram críticas de lado a lado. A temperatura, por isso, vem subindo a cada semana.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *