Procurador diz que licitação referida em áudio não foi realizada

Gilberto Carneiro diz que sempre pautou sua atuação “na defesa do interesse público, irrestritamente”

Gilberto Carneiro assegura que áudio foi gravado em meados de 2012. Foto: Divulgação

O procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro, divulgou nota neste domingo (10) a respeito dos áudios vazados sobre suposta combinação de licitação por auxiliares do governo da Paraíba com um empresário. No conteúdo multimídia são identificadas as vozes de Gilberto e do atual secretário de Planejamenro, Orçamento e Gestão, Waldson de Souza. A conversa, reforça Carneiro, teria ocorrido em 2012 e tratou sobre um processo licitatório não realizado e que seria para a área de saúde. Waldson, na época, era o titular da Secretaria de Saúde. “Daí (sem a licitação) não decorrendo qualquer ilicitude”, garante.

Veja a matéria sobre o tema no link abaixo:

Calvário: Ministério Público investiga secretários por suposto direcionamento de licitação

Confira o conteúdo da nota divulgada por Gilberto Carneiro

NOTA
Na qualidade de Procurador Geral do Estado, sempre pautei minha atuação na defesa do interesse público, irrestritamente. O áudio editado e publicado, de forma seletiva e parcial, na imprensa, nos últimos dias, foi produzido em meados do ano 2012. Contudo, importante destacar que nunca houve a referida licitação, daí não decorrendo qualquer ilicitude. Ilações ou manifestações deturpadas a respeito desse fato serão passíveis de medidas judiciais.

Gilberto Carneiro da Gama

5 comentários - Procurador diz que licitação referida em áudio não foi realizada

  1. É. Para se restabelecer a verdade basta que os supostos envolvidos provem documentalmente que estão sendo alvo de uma fake news e que forcem ações judiciais para punirem quem estão por trás desse embroglio perigoso que põe em cheque homens que fazem parte de um governo estadual e que podem trazer implicações a pessoas do passado. Com a palavra os supostos envolvidos.

  2. Pérsio Disse:

    Eu confio piamente na honestidade de RC e seus auxiliares.

  3. Vejamos que essa colocação de Gilberto Carneiro não reflete a verdade, manda o mesmo citar o nome do empresário e a empresa, no áudio ele aceita as colocações do empresário. O povo não é inocente

  4. rubens figueiredo Disse:

    Realmente ele preza pelo interesse público “lá de casa”, se a licitação não foi realizada não elimina a tentativa de fraude. Fica a pergunta: quem garante que em outras transações que não foram monitoradas não houve o “jeitinho” já tão conhecido no mundo político? Cuidado para não se melarem mais, cada vez que tentarem explicações!

  5. Ana Karolina Disse:

    A oposição está querendo manchar a imagem do antigo e atual governo. Vejam como era antes a Paraíba (8 anos atrás) e agora como se encontra. Vamos a frente. O governo sujo dos Cunha Lima nunca mais.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *