Hervázio constrói maioria para presidir a Assembleia, mas não comemora de véspera

Próximo ao governador Ricardo Coutinho, deputado trabalha para comandar a casa no segundo biênio

Hervázio Bezerra durante evento com a participação da deputada Camila Toscano. Foto: Roberto Guedes

Quem conhece o deputado estadual Hervázio Bezerra (PSB) está acostumado com uma figura pública afável, mas duro nos embates. Foi um dos maiores calos no sapato do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) quando ele era prefeito de João Pessoa. Na Assembleia Legislativa, quebrou paradigmas e virou líder do governo socialista por oito anos. Neste período, construiu muitas pontes com os colegas, mas viu outras ruírem com muita frequência também. Ele chega nesta sexta-feira (1°) como favorito para presidir a Assembleia Legislativa no segundo biênio, mas teme reviravoltas.

O quadro de hoje mostra o deputado Adriano Galdino (PSB) como favorito para comandar a Casa no primeiro biênio. Para o segundo, depois de vários deputados abrirem mão da candidatura, restaram Hervázio Bezerra e Tião Gomes (Avante). Pessoas próximas dizem que Bezerra conseguiu o voto favorável de 21 dos 22 deputados governistas. O número é mais que o suficiente para vencer a eleição. Além deles, recebeu promessas de votos dos oposicionistas Eduardo Carneiro (PRTB), Manoel Ludgério (PSD) e Felipe Leitão (Patriotas). Já Tião “namora” os votos dos membros da oposição.

A maioria conquistada nos bastidores por Hervázio é bem vista pelo governador João Azevêdo (PSB). O socialista tem dito que não quer desunião na base. O desdobramento destes acordos será visto, efetivamente, nesta sexta-feira. Levando em consideração o histórico das eleições nos legislativos paraibanos, Hervázio faz bem de não comemorar de forma antecipada. O favoritismo, no entanto, permanece para a disputa.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *