Bolsonaro e Haddad travam ‘debate’ nas redes sociais

Presidente se irritou com uma publicação feita pelo petista no Twitter.


O presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) resolveram matar a saudade do confronto ocorrido nas Eleições de 2018. Os dois travaram um pequeno debate nas redes sociais, iniciado pelo atual ocupante do Planalto, que não gostou de um compartilhamento feito pelo petista.

O embate aconteceu no campo onde Bolsonaro se sente mais à vontade: o Twitter. Na sexta-feira (4), Haddad compartilhou um artigo publicado no site da Deutsche Welle, emissora de TV da Alemanha. “No Brasil, está na moda um anti-intelectualismo que lembra a Inquisição. Seus representantes preferem Silas Malafaia a Immanuel Kant. Os ataques miram o próprio esclarecimento”, foi o trecho do texto destacado pelo ex-prefeito nas redes sociais. O petista também ressaltou o autor, no caso o jornalista Philipp Lichterbeck.


Mais de 12 horas após a publicação de Haddad, o presidente resolveu responder, deixando de lado o que a revista tinha escrito e atacando o ex-adversário e o PT. “Haddad, o fantoche do presidiário corrupto, escreve que está na moda um anti-intelectualismo no Brasil. A verdade é que o marmita, como todo petista, fica inventando motivos para a derrota vergonhosa que sofreram nas eleições, mesmo com campanha mais de 30 milhões mais cara”, escreveu o presidente. “Eles procuram e criam todos os motivos possíveis para estarem sendo rejeitados pela maioria da população, só não citam o verdadeiro: o PT quebrou o Brasil de tanto roubar, deixou a violência tomar proporções de guerra, é uma verdadeira quadrilha e ninguém aguenta mais isso!”, complementou em uma segunda mensagem.


Haddad retrucou pouco tempo depois e dessa vez adotou o tom de provocação, respondendo diretamente no perfil do presidente. “Na verdade, quem disse isso foi um jornalista da Deutsche Welle, mas se você já se sentir seguro para um debate frente a frente, estou disponível. Forte abraço!”, escreveu fazendo referência ao fato de não terem debatido no pleito de 2018. Não custar lembrar que quando Haddad entrou na campanha, Bolsonaro estava hospitalizado, por conta do atentado que sofreu. E no 2º turno, Bolsonaro disse que não tinha condições de saúde para participar dos eventos programados pelas emissoras de rádio e televisão. Esse argumento sempre foi questionado pelo petista.

Até a publicação desse texto, Bolsonaro não tinha feitos novos comentários sobre a polêmica com Haddad. Como os dois são muito ativos nas redes sociais, é bem provável que esse enfrentamento se repita muito nos próximos quatro anos.

comentários - Bolsonaro e Haddad travam ‘debate’ nas redes sociais

  1. Eh! O Presidente do Brasil não tem bagagem suficiente para enfrentar um debate com um Professor de alto nível como o seu ex-adversário derrotado. É a mesma coisa que comparar um avião cesna com um caça da FAB. Olha a velocidade de conhecimento…..

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *