Executivo 7:49

Ricardo define seis nomes para a comissão de transição do governo

Equipe será comandada por Gilmar Martins e é formada por núcleo duro do governo socialista

João Azevêdo rabalhará com a equipe de transição para o novo governo. Foto: Júlia Karoline/CBN

O governador Ricardo Coutinho (PSB) definiu os cinco nomes que vão compor a comissão de transição do governo. A equipe será coordenada pelo secretário-chefe da Controladoria Geral do Estado, Gilmar Martins. Os outros nomes que integram o grupo fazem parte do núcleo duro do governo socialista. Todos trabalharam de perto com o governador eleito João Azevêdo (PSB), com quem mantém boa relação. A lista inclui o procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro e os secretários Livânia Farias (Administração), Amanda Rodrigues (Finanças), Deusdete Queiroga (Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia) e Waldson de Souza (Planejamento, Orçamento e Gestão.

Durante entrevista à CBN Paraíba, no mês passado, Azevêdo explicou que serão levantados todos os dados da atual gestão. “Vamos coletar todas as informações dos programas em andamento e, depois disso, ver o que deve continuar e o que merecerá correção”, explicou. O futuro governador evita informações precisas sobre as mudanças que serão feitas no secretariado.

João Azevêdo explicou que a nova gestão e o perfil do secretariado será o dele. O socialista foi apoiado pelo governador Ricardo Coutinho na disputa. Apesar disso, tem o entendimento de que o mentor político dele não poderá compor a gestão. “Ele será um grande conselheiro”, pontua. Havia entre os aliados do atual governador a expectativa de que Coutinho se tornasse um super-secretário do governo. A pretensão foi exposta por um dos principais aliados, o deputado estadual Adriano Galdino (PSB). O próprio governador Ricardo Coutinho negou esta possibilidade. O mesmo entendimento foi externado por João.

Na entrevista, Azevêdo prometeu governar para todos os paraibanos. Ele disse que convocaria todos os deputados estaduais e federais, além dos senadores, para reuniões voltadas para a defesa dos interesses do Estado. Dentro deste contexto, serão incluídos os oposicionistas. Questionado sobre convites a prefeitos adversários, como Luciano Cartaxo (PV), de João Pessoa, e Romero Rodrigues (PSDB), de Campina Grande, ele disse que estará disponível para receber a todos. “Quem entrar em contato solicitando audiência, será recebido por mim”, ressaltou.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *