Executivo 12:26

Roberto Paulino é contra o aborto e a legalização da maconha

Durante entrevista à CBN, candidato evitou fechar questão sobre votação contra os dois temas caso seja eleito

Roberto Paulino foi o segundo entre os candidatos ao Senado a participar de sabatina da CBN. Foto: Julia Carolyne

O ex-governador Roberto Paulino (MDB) assumiu postura contra a descriminalização do aborto e a legalização da maconha. Ele foi o segundo entre os candidatos ao Senado a participar da sabatina promovida pela CBN Paraíba. O primeiro foi o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato à reeleição. Durante a entrevista, no geral, o postulante emedebista exalou bom humor. O semblante mudou ao abordar os dois temas, hoje discutidos no Supremo Tribunal Federal (STF). As matérias deverão ser debatidas de forma mais incisiva no Congresso.

Sem fechar posição a respeito de voto, caso seja eleito, Paulino se mostrou contrário às duas propostas. Sobre o aborto, se disse contra, mesmo admitindo casos em que a interrupção da gravidez deveria ser permitida. Sobre uma abertura mais significativa da lei, permitindo a interrupção até o sexto mês de gestação, ele se mostrou cético. Disse que era católico, o que dificultava a sua concordância. Deixou claro que isso será tema de discussão ainda e que avaliaria as propostas.

Em relação à maconha, deixou claro que também é contra. Mesmo assim, se mostrou aberto à discussão do tema. Demonstrou preocupação com a legalização da droga por ela, nas palavras dele, ser porta de entrada para outra. Ele disse que as pessoas começam com a canábis e depois partem para coisa mais forte, como cocaína e crack.

Temer

Roberto Paulino demonstrou desconforto ao ser questionado a respeito de Michel Temer (MDB). A pergunta era se ele se sentia envergonhado por ser do partido do presidente mais impopular da história. O emedebista disse ter alertado o gestor sobre as companhias e sabia que isso ocorreria, devido à aproximação dele dos partidos do centrão. Fez críticas também ao ex-presidente da Câmara, hoje preso, Eduardo Cunha (MDB-RJ).

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *