Jungman admite risco de membros do Comando Vermelho fugirem do Rio para a Paraíba

Declaração foi dada durante reunião do ministro da Segurança Pública com membros da bancada paraibana no Congresso

Cássio e Raul Jungman se reuniram para discutir as consequências da intervenção federal no Rio de Janeiro. Foto: Divulgação

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungman, admitiu nesta terça-feira (7) o risco de bandidos do Rio de Janeiro fugirem para a Paraíba. A observação foi feita durante reunião com membros da bancada paraibana, agendada pelo vice-presidente do Senado, Cássio Cunha Lima (PSDB). A conversa ocorreu no mesmo dia em que os governadores do Nordeste se reuniram no Piauí, para discutir a integração das ações de segurança para a região. Do encontro saiu a Carta de Teresina, que será encaminhada ao presidente Michel Temer (MDB). O pedido da bancada paraibana pediu a reunião para tratar dos números estarrecedores da violência no Rio de Janeiro, no Brasil como um todo e da Paraíba em particular.

O ministro admitiu a preocupação de que a intervenção federal no Rio de Janeiro termine por “empurrar” mais bandidos para a Paraíba. O problema é enxergado em relação a vários outros estados também, vale ressaltar. “A tendência é que membros do Comando Vermelho migrem para outros estados, a Paraíba entre eles”, ressaltou, com base em experiências passadas. Jungman foi alvo de críticas do governador Ricardo Coutinho por causa da ausência do Encontro dos Governadores do Nordeste.

Para Cássio, “todo paraibano tem sentido na pele, e no número de assaltos e sobressaltos, o crescimento da violência que grassa no estado”. O senador afirmou que o momento é de unidade para proteger a população das duras e drásticas consequências da bandidagem.

2 comentários - Jungman admite risco de membros do Comando Vermelho fugirem do Rio para a Paraíba

  1. eu Disse:

    por que não muda o codigo penal brasileiro, qual o medo este assunto faz em um todo. se prejudicasse a classe media e pobre ja tinha sido mudado. concorda. ?

  2. Ingrid Disse:

    Ministro da segurança/presidente só se limita ao sudeste, não é atoa as críticas de Ricardo Coutinho

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *