Ao responder Maranhão, Cartaxo diz que não existe “camisa de força no governo”

Prefeito demonstra desconforto com pré-candidatura do senador e diz que o eleitor precisa ser ouvido

Luciano Cartaxo acompanha obras em Mangabeira ao lado do vice, Manoel Júnior. Foto: Alessandro Potter SECOM-JP

As lideranças dos partidos de oposição ao governador Ricardo Coutinho (PSB) precisam discutir a relação. As declarações do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), nesta segunda-feira (8), evidencial isso. O gestor cobra uma definição, ainda neste mês, de quem será o candidato do bloco ao governo do Estado. A cobrança segue no sentido contrário à ideia dos dirigentes dos outros partidos. O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), pré-candidato à reeleição, aponta abril como prazo limite. Já o também senador José Maranhão (MDB) é partidário da tese do “cada um por si e Deus por todos”.

O resultado disso tem sido um jogo com viés psicológico tremendo. “É preciso que a oposição coloque as cartas na mesa. Isso é fundamental. É preciso que os partidos possam ter a maturidade de dizer o que pensam, o que estão projetando para o futuro da Paraíba, fazer projeções de cenário, começar a discussão em relação à composição da chapa”, destacou Cartaxo. “Nós chegamos ao mês de janeiro. Na minha avaliação, na minha leitura, eu dizia isso desde o ano passado e continuo com este mesmo pensamento de que agora em janeiro é o melhor momento para fazer essa apreciação”, acrescentou.

Cobrança

O prefeito não reagiu bem às declarações feitas pelo senador José Maranhão. O senador decretou o fim da aliança das oposições e foi além ao dizer que foi traído duas vezes por Cartaxo. O parlamentar, inclusive, colocou os cargos do MDB à disposição do prefeito. “Ninguém está no governo por obrigação. Eu não nomeei ninguém à força. As pessoas acreditam no governo, participam do governo. Ninguém está obrigado a ficar numa camisa de força”, disse o prefeito, que tem como vice o emedebista Manoel Júnior.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *