Legislativo 13:27

Marcos Vinícius promete nova sede da CMJP para 2018 e defende candidatura de Lula

Por Jhonathan Oliveira

Marcos Vinícius também falou da relação com Cartaxo e com Ricardo durante entrevista  (Foto: Olenildo Nascimento/CMJP)

A nova sede da Câmara Municipal de João Pessoa vai começar a ser construída em 2018. Essa garantia foi dada pelo presidente da Casa, vereador Marcos Vinícius (PSDB), em uma entrevista divulgada, neste domingo (24), pela assessoria de comunicação do Legislativo da capital paraibana . Nela, além de fazer um balanço do primeiro ano da sua gestão, o tucano também fala de política local e nacional. Ele, inclusive, defende a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Marcos Vinícius afirma que a construção da nova sede da Câmara deve ser “um marco definitivo” da gestão dele. Vale ressaltar que o tucano deve deixar a presidência do final do próximo ano, sendo substituído por João Corujinha (PSDC), se a eleição deste não for anulada. “A atual estrutura da Câmara não suporta mais o Legislativo Municipal e esta nova sede será um feito histórico”, disse. “Vamos colocar a sede atual abaixo e, no lugar dela, erguer uma maior, melhor, mais segura e confortável”, completou. Os recursos devem sair de um empréstimo que o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), se comprometeu em fazer com a Caixa Econômica.

Sobre 2017, seu primeiro ano como presidente da Câmara, Vinícius disse que “foi muito positivo”. Segundo ele, houve uma “produção recorde” por parte dos vereadores. “Apreciamos mais de 12 mil matérias em plenário e nas comissões, tanto as regulares, quanto as especiais, que designamos para revisar o Regimento Interno da Casa, a Lei Orgânica do Município e identificar as leis em desuso. Essa missão consumiu seis meses de trabalho e muito empenho de todos os vereadores, que se debruçaram sobre mais de 15 mil normas”, pontuou.

Cartaxo, Ricardo e Lula

Falando de política, o presidente da Câmara de João Pessoa comentou sobre a relação que mantém com dois dos principais personagens do cenário estadual: o governador Ricardo Coutinho (PSD) e o prefeito Luciano Cartaxo.

“São 30 anos de uma convivência muito afetuosa e respeitosa, não só pelo lado pessoal, mas também institucional, afinal tive o prazer de ser seu secretário de Comunicação. Sabemos respeitar as peculiaridades de cada poder e isso faz com que nossa convivência profissional seja harmoniosa, mas sempre independente”, afirmou sobre Cartaxo.

E deu uma resposta parecida com relação a Ricardo. “Eu e o governador Ricardo somos contemporâneos aqui na Câmara e embora não tenhamos mais uma convivência diária, mantemos uma ótima relação pessoal e institucional, também baseada no respeito mútuo. As instituições devem dialogar permanentemente”.

Indo para o cenário nacional, o tucano fez um defesa da candidatura de Lula, que vai ser julgado em segunda instância no dia 24 de janeiro pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, após ter sido condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro no caso do triplex.

“Lula foi o maior líder individual deste país desde a sua redemocratização e acho que ele tem direito de ser candidato. Se a Justiça entender de outro modo, aí é outra história, mas acho que quem tem que condenar ou absolver Lula é o povo, através das urnas. É o povo que tem que decidir se quer este ou aquele modelo de gestão”, ponderou Marcos Vinícius.

Mais Notícias

COMENTÁRIOS

  1. Avatar for Suetoni
    Eugenio

    NÃO CONCORDO COM ELE A JUSTIÇA TEM O DEVER DE JULGÁ-LO E QUE A LEI SEJA APLICADA A TODOS.

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *