Ricardo retira R$ 7 milhões de UPA, Hospital de Santa Rita e Oncologia de Patos

Dinheiro será destinado à implementação da Política de Assistência Farmacêutica

Hospital Metropolitano de Santa Rita

Hospital Metropolitano de Santa Rita. Foto: José Marques/Secom-PB

A edição desta sexta-feira (4) do Diário Oficial do Estado (DOE) trouxe remanejamentos de recursos destinados a unidades hospitalares da Paraíba. Entre as mudanças, estão sendo anulados recursos destinados ao Hospital Metropolitano de Santa Rita, à Unidade de Pronto Atendimento de Urgência (UPA) de Cajazeiras e à Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) de Patos. Ao todo, estão sendo relocados R$ 7 milhões. O dinheiro será destinado para a implementação da Política de Assistência Farmacêutica do Estado, porém, de acordo com o secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão do Estado, Waldson de Souza, não haverá descontinuidade em nenhum serviço nas unidades de saúde.

Pela descrição, estão sendo anulados R$ 1 milhão destinado à ‘Implantação e Implementação da Unidade Hospitalar na cidade de Santa Rita; R$ 1 milhão destinado à Unidade de Pronto Atendimento de Urgência (UPA 24 horas) de Cajazeiras; mais R$ 2 milhões do Hospital Metropolitano de Santa Rita, e ainda R$ 3 milhões da Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) de Patos. Tanto a unidade hospitalar em construção na cidade metropolitana, quanto a de Patos, estão entre as promessas do governador Ricardo Coutinho (PSB) para este ano.

Apesar da transferência dos recursos, Waldson de Souza alega que não haver risco de paralisação de obras ou de funcionamento nas unidades. O dinheiro, ele ressalta, está assegurado para a conclusão dos trabalhos nos dois prédios. O secretário também assegurou que os recursos para o custeio na UPA de Cajazeiras estão garantidos. Ele pontuou ainda que muitas vezes a anulação de dotação orçamentária faz as pessoas acharem que haverá paralisação ou suspensão de serviços. Mas este não é o caso, uma vez havia excesso de recursos para as obras e serviços contratados e eles foram relocados para onde são mais necessários.

“A respeito das obras do Hospital Metropolitano de Santa Rita, o governo do Estado assegura à população paraibana que terá o referido serviço em pleno funcionamento no início do próximo ano e todos os recursos para a finalização da obra e aquisição de equipamentos estão assegurados e são provenientes da fonte 179. Já as obras do Centro de Oncologia de Patos encontra-se praticamente finalizadas e aguardando habilitação do Ministério da Saúde, mas todos os esforços da Secretaria de Estado da Saúde estão sendo realizados no intuito de colocá-lo em funcionamento também no próximo ano. Este governo já construiu 10 novos hospitais e continuará expandindo a rede de saúde para serviços essenciais que atualmente a Paraíba não possui no serviço público”, ressaltou o secretário.

3 comentários - Ricardo retira R$ 7 milhões de UPA, Hospital de Santa Rita e Oncologia de Patos

  1. Gerusia Delfino Disse:

    AMIGAS VIVA A VIDA_ Ficamos decpcionada depois de tantas reenvidicações um noticia dessa! So Deus! Mas continuaremos na batalha em nome do povo Carente que esta sendo agredido pelo CÂNCER. e feridos o Corpo e a Alma..

  2. Gerusia Delfino Disse:

    Por favor publiquem os Comentarios!

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *