Cantor Jonas Esticado devolve R$ 88,6 mil de show não realizado em Sapé

Em Boqueirão, prefeitura cobra devolução de R$ 40 mil recebido por Luan Estilizado

Cantor não compareceu a show em Sapé e devolveu o dinheiro. Foto: Divulgação

Depois das festas juninas, chegou o momento de receber de volta os valores pagos a artistas que não compareceram à festa. A lista de reclamações é bem razoável, pelo menos em relação aos valores pagos. No dia 22 de junho, o cantor Jonas Esticado era esperado para uma apresentação em Sapé. A população compareceu à festa, esperou até à madrugada do dia seguinte, mas nada de o artista aparecer. Pelas redes sociais, ele alegou problemas com parte da banda, que teria se envolvido em um acidente. Por conta disso, não conseguiria chega à cidade antes das 3h30 da madrugada, quando a festa, por acordo com o Ministério Público, teria que ser finalizada.

“Infelizmente não vamos conseguir fazer o show para galera de Sapé. Quero pedir desculpa ao pessoal de Sapé e a quem veio pra assistir nosso show, a gente não contava com esse acidente mas aconteceu”, ressaltou o artista pelas redes sociais ainda na madrugada do dia 23, ressaltando que soube do acidente apenas às 3h14. Resultado: sem show e com a população irritada, o prefeito Roberto Feliciano (PSB) cobrou a devolução do dinheiro. No dia 22, antes do show, os extratos bancários mostram que o governo municipal pagou R$ 88.658,95 à banda. Seis dias depois, o artista devolveu R$ 88.650,00, uma lasquinha a menos do que o recebido.

Boqueirão

O prefeito de Boqueirão, João Paulo Segundo (PSD), está reivindicando reembolso do cachê de R$ 40 mil pagos ao cantor paraibano Luan Estilizado. Ele não compareceu a show marcado para o dia 25 de junho, durante o São João da cidade. A apresentação foi cancelada por conta de um conflito de datas no calendário de apresentação do artista. O prefeito publicou o contrato e uma nota em uma rede social na noite de domingo (2). No contrato, reforça o prefeito, estava especificado o horário do show do artista para às 23h50 do dia 25 de junho, o que não aconteceu. Após o cancelamento, segundo a publicação do prefeito, a produção de Luan Estilizado remarcou para o dia 13 de julho uma nova apresentação no município.

O prefeito da cidade não concordou com a solução oferecida pela produção do artista. “Jamais concordei [com a nova data] quando fiquei ciente na segunda-feira, Boqueirão merece respeito, uma festa numa quinta-feira onde todos são trabalhadores não seria viável”, afirmou João Paulo. Ele cobra o reembolso do poder público. “Quem escolhe o dia de fazer festa na nossa Cidade não é o cantor que está sendo PAGO e sim o povo que em sua maioria não achou certo numa quinta. Pedimos a devolução do dinheiro”, enfatizou.

O empresário de Luan Estilizado, Fábio Almeida, falou de discordâncias em relação aos horários. Ele alegou que não sabia de limitação do horário e que, ao ser informado, deixou claro que não conseguiria estar na cidade antes das 2 horas da manhã. “Fomos surpreendidos com ele pedindo o dinheiro de volta, e a gente tem que aceitar. O dinheiro inclusive já foi devolvido. Eu mesmo falei com ele, e disse que está tudo bem, devolvemos já o dinheiro. Para fazer política não queremos, e está tudo bem”, finalizou Almeida. Com isso, não vai haver show de Luan Estilizado em Boqueirão em uma nova data.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *