Cagepa deve antecipar fim do racionamento em Campina Grande

Previsão inicial era de normalização do fornecimento no dia 20 de julho

Canal da transposição, em Monteiro. Foto: Artur Lira/G1

A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) deve antecipar o fim do racionamento em Campina Grande. A previsão foi repassada pelo presidente da Agência Executiva de Gestão de Águas (Aesa), João Fernandes. A previsão inicial do órgão era que o problema fosse completamente solucionado até o dia 20 de julho. O gestor informou que o volume de água que tem chegado ao Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão, tem sido muito bom. Ao todo, o manancial acumula atualmente 26 milhões de metros cúbicos de água. A previsão é que o racionamento seja suspenso no momento em que se atinja a marca de 34 milhões de metros cúbicos de água.

“Temos feito medições no canal da transposição. O Ministério da Integração Nacional divulga a liberação de 8,8 metros cúbicos de água por segundo do reservatório Barreiro, o último de Pernambuco, antes de chegar a Monteiro. Na cidade, está chegando em torno de 7,8 metros cúbicos por segundo”, ressaltou João Fernandes.  Ele alegou que está sendo autorizada a liberação de uma quantidade maior de água para a distribuição em Campina Grande e outras 18 cidades do entorno. Atualmente, o racionamento é de três dias com água e quatro sem nada nas torneiras. “Acredito que em menos de um mês, o racionamento será finalizado”, acrescentou.

Conserto

Depois do susto com o rompimento em um dos trechos da transposição, entre Custódia e Sertânia, em Pernambuco, a coisa começa a voltar ao curso normal. O incidente ocorreu no sábado e as placas de concreto foram repostas no início da semana. O fluxo da água começou a ser retomado às 5h desta quarta-feira, com o a ligação das três estações elevatórias no caminho. O fluxo só voltará ao normal, no entanto, após 72 horas da liberação da água.

8 comentários - Cagepa deve antecipar fim do racionamento em Campina Grande

  1. João Memória Boa Disse:

    Gostaria que a CAGEPA informasse quando pretende acabar com o racionamento de água em João Pessoa.
    Sim, em João Pessoa tem racionamento.
    TODOS os dias, no final da tarde, falta água em minha casa, no Bairro dos Ipês

  2. Homero Filho Disse:

    Na minha modesta opinião, acho precipitado a antecipação do racionamento, ao menos que a CAGEPA não esteja divulgando com exatidão o percentual de águas no açude de boqueirão!!

  3. Homero Filho Disse:

    Digo, precipitada a antecipação!!!

  4. Josalba Disse:

    Quero saber o porque que no meu bairro faz quase um ano que não. Chega a água. O que tem a nos dizer. Qual o problema . poderia ter misericórdia e soltar água pra minha rua.

  5. Felipe Disse:

    Acho que não deveriam cessar o racionamento. Pelo contrário, manter até estabilizar a situação. Diminuam os dias de racionamento, mas cessar de vez não.

  6. Jairan Martins Disse:

    Acho q a Cagepa deveria esperar mais dias para depois sim , acabar com o racionamento.

  7. Ana Patricia Disse:

    fico indignada com a falta de água no bairro cinza. …até mesmo nos dias que tem água em campina grande. ..esse bairro é o único que não tem água. …liberem a água cagepa! !!!!!

  8. CArlos Alan Peres Disse:

    O fim do racionamento para as cidades abastecidas pelo açude de Boqueirão é uma ato irresponsávelpor um medida eleitoreira do governo do estado da Paraíba – que sempre que pode demonstra a falta de compromisso com a cidade de Campina Grande. A cidade teve sua economia afetada com o aproximação do colapso e agora este fantasma irá assolar novamente. Mas isto não interessa ao Sr Governador então resta a população, vereadores e imprensa campinense manifestarem-se contra este ato.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *