Confira o embate entre o paraibano Herman Benjamin e os ministros “pró” Temer no TSE

Discursos revelam placar antecipado de quatro a três no julgamento

Ministros retomam julgamento nesta sexta-feira e devem divulgar o resultado. Foto: Nelson Jr.

O julgamento da chapa Dilma/Termer, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), chega nesta sexta-feira (9) ao seu terceiro dia. Em meio aos embates, protagonizados pelo relator Herman Benjamin, paraibano de Catolé do Rocha, fica claro o placar final. Os discursos mostram claramente que quatro dos sete ministros, com o cordão puxado pelo presidente da Corte, Gilmar Mendes, estão dispostos a sepultar a ação e salvar o mandato do presidente Michel Temer (PMDB). Os embates com o ministro relator deixam isso bem claro. O paraibano, no entanto, tem demonstrado grande segurança nos seus argumentos, que sinalizam claramente para o pedido de cassação. Os ministros Luiz Fux e Rosa Weber devem seguir o relator.

Confira alguns dos embates de Benjamin contra argumentos de ministros claramente contrários à cassação:

Herman Benjamin x Gilmar Mendes

Gilmar mendes
“Há exageros. Às vezes, por questões pequenas cassamos mandatos. […] É preciso moderar a sanha caçadora, porque de fato você coloca em jogo outro valor, que é o valor do mandato. O valor da manifestação popular certa ou errada.”

 

 

Herman Benjamin

“Para cassação de mandatos, não há a necessidade do recurso ser derivado de propina. Para a cassação de mandatos, basta que o recurso, limpinho em todos os outros sentido, se é que isso é possível, não tenha sido declarado, sem qualquer vinculação a percentual em contratos, sem entrega de malotes como presentes por favores prestados ou a serem prestados. Isso tudo é importante sim, mas não é necessário para levar ao reconhecimento de abuso que ensejaria eventual cassação de mandato.”

Herman Benjamin x Admar Gonzaga

Admar Gonzaga

“Meu voto se limitará ao recebimento de doações oficiais de empresas contratadas pela Petrobras. A parte chamada fase Odebrecht se refere a revelações relacionadas a caixa 2.”

 

 

Herman Benjamin

“Aqui temos um grande cofre, recursos lícitos puros, de caixa 1, entram junto com recursos de caixa 2 e se misturam. Quem quiser separar aqui caixa 1 e caixa 2, boa sorte.”

 

Herman Benjamin x Tarcísio Neto

Tarcísio Neto

“A sociedade clama pelo fim da impunidade, mas a resposta ao meu sentir há de ser dada pelos órgãos competentes. O meu voto é no sentido de acolher essa questão de extrapolação indevida do objeto da demanda e propugnando pela exclusão do julgamento das provas produzidas a partir do dia 1 de março de 2017 , porque não detêm correlação com os fatos narrados.” Tarcísio Neto

 

Herman Benjamin

“Nos depoimentos fica claríssimo que corrupção na Petrobras, sempre houve. […] Não são esquemas de corrupção montados a partir de 2003. O ataque à Petrobras não é invenção de um partido político. Ali sempre esteve instalada uma situação, antes não investigada e muito menos punida, de dreno dos recursos públicos.” Herman Benjamin

Herman Benjamin x Napoleão Nunes

Napoleão Nunes

“Tudo que tiver relação com a Petrobras, mesmo sendo Odebrecht, o pedido da defesa é que isso deve permanecer. O ministro Napoleão, na sua intervenção, foi muito além. Sua excelência afirma que nenhuma daquelas empresas que estão lá poderia ser investigada porque não há vinculação na petição inicial com as eleições de 2014.”

 

Herman Benjamin

“Quem quiser rasgar a decisão desse tribunal que determinou (a investigação), que o faça sozinho.”

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *