Prefeito manda população decidir em enquete se quer “São João” ou “ambulância”

População da cidade está dividida entre realizar a festa ou o reforço para a saúde

Jarques Lúcio diz que a vontade da população será respeitada. Foto: Suetoni Souto Maior

O prefeito de São Bento, no Sertão paraibano, Jarques Lúcio (DEM), adotou uma postura curiosa em relação ao São João. Depois de ouvir manifestações efusivas de pessoas a favor e contra a festa, ele decidiu fazer uma enquete. A pergunta é a seguinte: “O prefeito quer saber: com relação ao “Arraiá balançando a rede”, o que você prefere?”. Curiosamente, a população está dividida. Em um dia de consulta, 406 internautas disseram preferir a festa e 400 acham melhor usar o dinheiro para a compra de veículos para a saúde. Outros 20 disseram não saber ou não responderam. O prefeito disse que vai manter a consulta até o fim da semana e, a partir daí, tomará uma decisão.

O prefeito revelou que a festa ocorre todos os anos, sempre em julho. A previsão, caso ela seja realizada, é de um custo de R$ 100 mil em três dias de festividade. O dinheiro, segundo Jarques Lúcio, seria o suficiente para comprar uma nova ambulância ou outros três veículos para atuar no transporte de pacientes de hemodiálise e fisioterapia. “Tem havido muita discussão, então achei essa uma forma interessante de delegar à população a decisão final sobre o assunto”, ressaltou o gestor. Ele achou curioso o fato de a consulta estar quase empatada. “É uma forma democrática de decidir e poderemos utilizá-la mais vezes no futuro”.

A cidade sertaneja possui 33.847 habitantes, segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O gestor revela que num período de crise como este é preciso muito rigor na aplicação do dinheiro público. Se for para gastar com festa, que seja com a anuência da maioria. Jarques Lúcio explicou, ainda, que não há recursos federais ou estaduais destinados à realização do São João. Se houver a festa, ela será bancada com recursos do tesouro municipal.

O dinheiro arrecadado com o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), entre janeiro e abril deste ano, revela Jarques, foi utilizado para comprar veículos para a cidade. Deu para adquirir uma ambulância, duas vans e um Fiat Pálio com esse dinheiro. Todos são utilizados na área da saúde. Lúcio explicou que os cofres públicos da Prefeitura de São Bento dispõem destes R$ 100 mil e sua aplicação vai depender da vontade da população. Para quem quiser opinar, o endereço do site da prefeitura é https://www.saobento.pb.gov.br/.

 

14 comentários - Prefeito manda população decidir em enquete se quer “São João” ou “ambulância”

  1. Kelly Oliveira Disse:

    Acho bem interessante e por certo ângulo, justo. Embora colocar a “culpa” de uma das coisas não se concretizar pra cima do povo mostra também que o prefeito não quer se comprometer com decisões difíceis e arcar com as consequências disso.

    • Robert Maia Disse:

      Discordo. O poder emana do povo numa democracia (Art. 1º Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição. – CF88). E assim sendo, esse prefeito foi de uma inteligência ímpar. Primeiro porque deixou nas mãos do povo a decisão do que é prioritário na opinião do próprio povo. Segundo que jamais poderá ser responsabilizado pela escolha popular. Se o povo escolher mal, é culpa do próprio povo.

    • Marinalva Disse:

      Concordo plenamente com você. Apesar de gostar dessa atitude do prefeito de colocar em votação, acho essa discussão importante demais pra colocar a responsabilidade para população.

    • Luigi Zadra Disse:

      Acho que é louvável o prefeito pedir a opinião da população . Porém, em se tratando de de uma necessidade essencial é prioritária que é a Saúde o gestor não pode ter dúvida na decisão: a saúde antecede qualquer outro requisito . E a população tem que ter cuidado nesse tipo de decisão porque ao escolher a festa e depois que precisar da ambulância o que pode dizer o gestor ? A escolha foi da população .
      Com saúde não se pode negociar opniões . É de responsabilidade da gestão decidir ou melhor fazer a gestão de saúde adequadamente sem misturar ou colocar a população nessa situação de escolha. A meu ver não cabe a enquete.

  2. Ariane Disse:

    Fico indignada como as pessoas tem cabeça pequena. Depois vem dizer que aquela pessoa que precisou de atendimento de urgência nao pode ser atendida por falta de ambulância. Não por que o povo escolheu a festa. Pão e circo para o povo então

  3. flavio Disse:

    O prefeito foi eleito para gerir os recursos da prefeitura, e joga pra o povo uma decisão desta maneira, prova que ele não tem capacidade de administrar. Se o povo soubesse decidir corretamente, talvez vivêssemos num Brasil melhor .

  4. Viviane Disse:

    Acho engraçado que diante da situação que vive o nosso país hoje, com uma crise econômica e financeira sem precedentes, aproximadamente 14 milhões de desempregados, a população ainda fique em dúvida. É no mínimo absurdo trocar investimentos na saúde por uma festa junina. Em que mundo essas pessoas vivem? Pois não é no mesmo Brasil que o meu.

  5. BARROS Disse:

    Ele ta errado em colocar pra o povo escolher nas redes sociais onde a maioria dos internautas e jovens ,ele tem q fazem uma audiência publica e convocar a população toda pra votar o q e melhor pra cidade!
    ISSO É SÓ PRA SE APARECER!

  6. Joselito Disse:

    Certissimo o Prefeito, mesmo que de pronto ele deveria optar pela ambulância.

  7. Gerliane Soares Disse:

    Prefiro ambulância a saúde em primeiro lugar

  8. Leal Disse:

    Porra de festa quem quiser festa que faça com seu dinheiro. Ainda fora as confusões brigas e até morte as vezes, Saúde educação e Segurança é extremamente em primeiro lugar ….

  9. Will Smith W. Disse:

    Quero Parabenizar os autores desta enquete que deixa sabiamente para a população a escolha do que é melhor para ela (população).
    Qualquer governante serio sabe que o dinheiro público é dinheiro do povo e é originário, basicamente, de contribuições do próprio povo, devendo ser utilizado para a consecução de objetivos que são, direta ou indiretamente, de interesse do povo. Qualquer agente público que, valendo-se de direitos ou prerrogativas de órgão ou função de que seja titular, utilize recursos públicos para a satisfação de interesses particulares, próprios ou de outrem, pratica ilegalidade.
    Portanto parabenizo o Prefeito ,vereadores e todos que tiveram essa Honrosa Ideia de TRANSPARÊNCIA!

  10. Valter R Figueiredo Disse:

    Bom dia !
    Não sou contra festas ,ate porque já participei de muitas.
    Agora vamos lá.
    14 Milhôes de desenpregados e milhoes na informalidade,
    Estadios de futebol lotados, festas pra todo lado, não falta dinheiro pra carnaval, festas juninas, rock in rio, ortoberfests, rodeios e outras.
    Quanto é pra defender causas proprias ai junta milhoes na paulista GLBS alem de marcha pra Jesus e outras.
    Ta expilcado porque a raça de Brasilia roupa, eles tem o que o povo gosta.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *