Paraibano fundamentou relatório da OAB que defende impeachment de Temer

Entidade acredita que presidente cometeu crime de responsabilidade

Brasília – Michel Temer é acusado de ter apoiado a compra do silêncio de Eduardo Cunha. Foto: Beto Barata/PR

O parecer da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) que defendeu o impeachment do presidente Michel Temer (PMDB) teve participação paraibana. O advogado Delosmar Domingos de Mendonça Júnior integrou o grupo que defendeu o apoio à saída do gestor do poder. O Conselho Federal da entidade decidiu na noite do último sábado (20), por 25 votos a 1, aprovar o relatório que recomenda que a entidade ingresse com pedido de impedimento do presidente. O pedido será protocolado nos próximos dias na Câmara dos Deputados. Foram sete horas de reunião para definir o posicionamento da entidade.

Além de Delosmar, integraram a comissão Ary Raghiant Neto (MS), Flávio Pansieri (PR), Márcia Melaré (SP) e Daniel Jacob (AM). O relatório concluiu  que “as condutas do presidente da República, constantes de inquérito do STF, atentam contra o artigo 85 da Constituição e podem dar ensejo para pedido de abertura de processo de impeachment”. O Acre, ausente, não votou. A representação do Amapá foi a única a votar contra o pedido de impeachment. Todos as demais unidades da federação votaram a favor do pedido. A OAB decidiu pelo pedido de abertura de processo de impeachment por considerar que o presidente Michel Temer cometeu crime de responsabilidade.

O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, afirmou que o momento é de “tristeza”. “Estamos a pedir o impeachment de mais um presidente da República, o segundo em uma gestão de um ano e quatro meses. Tenho honra e orgulho de ver a OAB cumprindo seu papel, mesmo que com tristeza, porque atuamos em defesa do cidadão, pelo cidadão e em respeito ao cidadão. Esta é a OAB que tem sua história confundida com a democracia brasileira e mais uma vez cumprimos nosso papel”, disse. Temer é alvo de um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizado pelo ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pede que Temer seja investigado por suspeita de corrupção passiva, obstrução à Justiça e organização criminosa. A comissão apontou falha do presidente ao não informar às autoridades a admissão de crime por Joesley Batista, que na noite de 7 de março deste ano usou um gravador escondido para registrar diálogo com Temer durante encontro na residência oficial do Palácio do Jaburu. Na ocasião, Joesley disse que teria corrompido um juiz, um juiz substituto e um procurador da República.

 

 

 

Com informações do G1

comentários - Paraibano fundamentou relatório da OAB que defende impeachment de Temer

  1. http://comunidade.maiscomunidade.com/conteudo/2016-07-02/cidades/11289/DESEMPREGO-AUMENTOU-493-EM-UM-ANO-NO-DISTRITO-FEDERAL.pnhtml
    “DENUNCIAS TEM LEVADO ESTES PAÍS MAIOR CRISE QUE ESTÁ ATINGINDO SOMENTE A CLASSE TRABALHADORA”
    “ AGORA MAIS DO QUE NUNCA VOCÊ PRECISA DE DINHEIRO”

    Somente com dinheiro você paga as suas contas mensais sem ter que pedir emprestado dinheiro em bancos e financeiras com juros mais altos do mundo.

    Com dinheiro você consegue viver em qualquer país sem ter que viver oprimido e debaixo de jugos.

    Tendo você dinheiro ninguém consegue lhe oprimir, lhe humilhar, ou tirar o seu sono.

    “DINHEIRO TER É MUITO BOM” Autor: EMMANUEL FRANCISCO JUNIOR- Lançamento mundial.
    Adquira o seu agora
    https://www.amazon.com.br/Dinheiro-ter-%C3%A9-muito-bom-ebook/dp/B01BOVKMUQ/ref=sr_1_5?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1471112818&sr=1-5

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *