Gervásio Maia foi ‘o patinho feio’ do ato pela transposição

Barrado no baile: Dilma, Ricardo e Lula conversam animadamente enquanto são observados por Gervásio Maia. Foto: Francisco França/Secom-PB

Passado um dia do ato que foi tratado por petistas e socialistas como a “Inauguração Popular da Transposição“, o comentário reinante nas rodas políticas é o de que o presidente da Assembleia Legislativa, Gervásio Maia (PSB), foi reprovado no “teste político” bancado pelo novo partido. Aparentando constrangimento e falta de atenção em praticamente toda a agenda política, ainda foi vaiado e chamado de golpista durante discurso no palanque, ao lado dos ex-presidentes Lula e Dilma, ambos do PT, e do governador Ricardo Coutinho (PSB). O parlamentar tenta a indicação do partido para a disputa das eleições no ano que vem.

O desempenho de Gervásio Maia, após um discurso fraco de conteúdo e que chegou a ser vaiado pela militância, foi colocado pelos socialistas que acompanhavam o evento como constrangedor e que pesará contra o parlamentar na corrida pela indicação para a disputa do governo. Ele foi menos festejado que o secretário de Infraestrutura do Estado, João Azevedo, que se não foi aplaudido efusivamente, também não não foi hostilizado pelo público. De vários aliados de Ricardo que acompanhavam o evento, o comentário corrente foi o de que Maia demonstrou grande inabilidade para desfilar com desenvoltura entre socialistas e petistas, desempenho ainda atrapalhado pelo fato de ser mais identificado como peemedebista que como filiado ao PSB. Literalmente, foi abarcado pela fábula do “Patinho feio”.

Gervásio Maia se filiou ao PSB em março do ano passado, dentro de um processo de desgaste na briga do parlamentar para levar o PMDB para a base de Ricardo Coutinho. Durante o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), iniciado em maio do ano passado e finalizado três meses depois, foi criticado pela postura neutra, o que foi visto como resquício de sua militância peemedebista. Maia concorre dentro do partido pela indicação para a disputa da sucessão de Ricardo Coutinho com lideranças como a deputada estadual Estela Bezerra e o secretário João Azevedo. Pelo que se viu no evento deste domingo, começou muito mal e dando vexame no primeiro teste público.

comentários - Gervásio Maia foi ‘o patinho feio’ do ato pela transposição

  1. JOSE Disse:

    O GOVERNADOR ATÉ O PRESENTE MOMENTO NÃO APRESENTOU NENHUM CANDIDATO DOS SEUS QUADROS SEQUER DE ASPIRAR O POSTO DE TITULARIDADE DA CADEIRA.
    SEJA A VICE GOVERNADORA LIGIA, STELA BEZERRA, GERVAZINHO, JOÃO AZEVEDO, LIRA, VENEZIANO.CIDA RAMOS.
    PODE JUNTAR O “MOIO”, A JULGAR PELAS ULTIMAS ELEIÇÕES É PAU NA CERTA.
    ENQUANTO ISTO AS OPOSIÇÕES ESBANJAM NOMES, CARTAXO, CASSIO, MARANHÃO , ROMERO RODRIGUES . ENFIM QUALQUER UM DESTES , SE A UNIÃO PERMANECER É FAVAS CONTADAS.
    SO RESTA UMA BRECHA PARA OS GIRASSOIS, OCORRER DISSIDÊNCIA NAS OPOSIÇÕES E O PSB RESOLVER APOIA-LA.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *