Judiciário 11:56

Novo relator da Lava Jato no STF deve ser escolhido entre cinco ministros

Jhonathan Oliveira

O novo relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF) deve ser escolhido na quarta-feira (1º). A expectativa é que a presidente da corte, ministra Cármen Lúcia, faça um sorteio entre os ministros da 2ª Turma, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Gilmar Mendes

Cármen Lúcia deve fazer sorteio entre os ministros da 2ª Turma (José Cruz/Agência Brasil)

Segundo matéria publicada pela ‘Folha de São Paulo’, nesta terça-feira (31), o novo relator vai herdar de Teori Zavascki, que morreu em acidente aéreo no dia 20 de janeiro, apenas os processos da Lava Jato. As demais matérias vão ser entregues ao novo ministro, que ainda será indicada pelo presidente Michel Temer.

Um quinto ministro deve entrar no sorteio para a relatoria. De acordo com a Folha, Cármen tem conversado com os colegas sobre a possibilidade de Edson Fachin mudar da Primeira para a Segunda Turma, assumindo o posto de Teori. Essa mudança só poderá ocorrer se os quatro ministros mais antigos–Marco Aurélio Mello, Luiz Fux, Luís Roberto Barroso e Rosa Weber– não queiram mudar de turma. Fachin precisa apresentar um ofício à presidente formalizando o pedido de troca.

Caberá ao novo relator da Lava Jato manter ou não o sigilo das delações premiadas dos 77 executivos e ex-executivos da construtora Odebrecht, que foram homologadas por Cármen Lúcia na segunda-feira (30). A possível revelação dos detalhes dos depoimentos gera calafrios em Brasília pois políticos de vários partidos devem ser citados.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *