Paraíba é o 3º do Nordeste com menos expulsões de servidores federais

Jhonathan Oliveira

Corrupção. Esse foi o principal motivo de desligamento de servidores públicos do governo federal em 2016. Segundo dados do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), 550 funcionários foram expulsos em todo o país. Na Paraíba, apenas quatro servidores foram penalizados, o que deixa o Estado como terceiro com menor número de expulsões na região Nordeste, ficando atrás apenas de Alagoas (com dois) e Rio Grande do Norte (com um).

O número de punições expulsivas registrado em 2016 é recorde na comparação dos últimos 14 anos. Desde o início da série histórica, de 2003 até o ano passado, foram expulsos 6.209 servidores. Nesse período, a Paraíba foi o quinto no Nordeste com mais agentes públicos punidos, 101 no total.

Em 2016, foram registradas 445 demissões de servidores efetivos; 65 cassações de aposentadorias (recorde no comparativo dos últimos seis anos); e 40 destituições de ocupantes de cargos em comissão. As punições são por atos contrários à Lei 8.112/1990, que institui o regime jurídico do funcionalismo da União.

Atos de corrupção foram responsáveis por 65,3% das penalidades aplicadas, ou 343 em números absolutos. O percentual aumentou em relação a 2015, quando havia atingido 61,4%.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *