Mulher de presidente usa Câmara Municipal para vender Tupperware

Cláudia Freitas utilizou o plenário para promover os produtos. Foto: arquivo pessoal.

Angélica Nunes

O vereador Rinaldo Soares (PSDB) nem bem assumiu a presidência da Câmara Municipal de Brejo dos Santos, no Sertão da Paraíba, e sua gestão já está sendo alvo de polêmica na cidade. Fato é que, mesmo em recesso, a Casa não tem deixado de realizar reuniões, mas com finalidade bem longe da atividade parlamentar. Tudo começou quando a mulher do tucano, Cláudia Freitas, resolveu utilizar a sede do poder legislativo do município para promover uma evento para venda de produtos Tupperware.

O evento ocorreu na última quarta-feira (4), três dias após a posse do marido na presidência da Casa, e foi registrado em fotos em sua página no Facebook e de outras colaboradoras e potenciais consultoras que prestigiaram a exposição.

Para realizar o encontro, Cláudia Freitas, que se apresenta como líder empreendedora da Tupperware, solicitou à Câmara o uso temporário do plenário, sob o argumento de que o município não possui um “Centro de Convenções” e/ou local adequado ao ramo para exibição de coisas do tipo. No pedido, subscrito por 14 mulheres, ela explica que “o objetivo é demonstrar produtos e angariar supostos representantes com uma condição de renda para o município”.

Mesmo sob críticas de adversários, o assessor jurídico da Casa, José Weliton de Melo, mais conhecido por Branco, deu parecer autorizando a cessão do espaço, com o fundamento de que “não há a tão badalada ‘improbidade’ ostentada por pessoas que desconhecem o instituto do ‘uso de bem público’ e a ‘permissão de uso de espaço público’, institutos diversos que, de modo como foram utilizados não há lesão patrimonial e nem moral ao erário”, justifica.

Para Branco, não houve irregularidade, uma vez que não houve despesas e atribui as queixas adversários do presidente. “Essa pessoa que fez a denúncia até renunciou na eleição passada porque só tinha o próprio voto. Rinaldo foi o vereador mais votado, com mais de 700 votos e um vereador em Brejo dos Santos se elege com 200 votos. Tudo é intriga da oposição. Acredito que com trabalho essas críticas sumam”, defendeu.

comentários - Mulher de presidente usa Câmara Municipal para vender Tupperware

  1. João de Melo Disse:

    Não vejo problema algum, pois o uso do prédio: não é em horário de sessão; não é usado como loja; é um evento isolado; é aberto ao público, não atrapalha nada, estaria ou estará se poibrir outros eventos do tipo no mesmo espaço.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *