Ricardo diz que se os bancos quiserem financiar carros, procurem a Bunkertech

Ricardo coutinhoO governador Ricardo Coutinho (PSB) sinalizou nesta sexta-feira (18) que não vai ceder à pressão do mercado para mudar a empresa responsável pela inclusão e baixa de gravames no Detran da Paraíba. O estado foi desconectado do Sistema Nacional de Gravames (SNG) desde a semana passada por ter trocado a Cetip pela Bunkertech, responsáveis pelo serviço. Desde o dia 7 deste mês, após a mudança, que os bancos, orientados pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), rejeitam a operação através da nova prestadora de serviço.

O argumento usado pelas instituições financeiras é o de que, como o sistema da Paraíba não é integrado ao nacional, há riscos para as instituições financeiras, porque um carro pode ser financiado duas vezes. Em nota, nesta semana, a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), seccional Paraíba, acusou o Detran-PB de ter alcançado “o inimaginável objetivo de inviabilizar de vez” a atividade da categoria. “Esse ato teve a capacidade de impossibilitar o financiamento da venda de veículos no Estado da Paraíba (onde 85% das compras de veículos são financiadas)…”, diz a nota.

Arrecadação

O governador Ricardo Coutinho repetiu os argumentos do superintendente do Detran-PB, Agamenon Vieira, alegando que o Estado está combatendo o monopólio imposto pela Cetip aos estados. “Nós não vamos mudar”, garantiu o gestor. Outro ponto de descontentamento do governo é que tanto a Cetip quanto as instituições financeiras se recusaram a pagar o imposto aprovado pela Assembleia Legislativa, no ano passado, instituindo a cobrança de um Ufr (R$ 45,89) por inclusão e baixa de gravame.

A estimativa do mercado é que as perdas, com isso, só com a venda de carros e motos novos, seja de R$ 18 milhões por semana que deixam de circular. É muito dinheiro. O Detran trocou a Cetip, empresa que detém o monopólio no Brasil, por ser detentora do Sistema Nacional de Gravames (SNG), pela Bunkertech, sublocada pelo Instituto Brasil Cidades (IBC), instituição sem fins lucrativos que firmou acordo de cooperação técnica com o Detran.

comentários - Ricardo diz que se os bancos quiserem financiar carros, procurem a Bunkertech

  1. Elcio Cunha Disse:

    simples, só os clientes conseguirem um comprovante de endereço de Recife ou Natal, ou em qualquer outro estado para os bancos incluírem o Gravame, e o estado começa a perder a receita dos emplacamentos.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *