Deputado ameaça ação contra nova eleição de Tota para a Famup

Foto: Roberto Guedes/ALPB

Foto: Roberto Guedes/ALPB

O deputado estadual Renato Gadelha (PSC) pretende questionar a eleição da Federação dos Municípios da Paraíba (Famup) na Justiça. A queixa do parlamentar é a de que os novos prefeitos, eleitos no pleito deste ano, não podem votar nem ser votados no pleito, que tem o atual presidente, Tota Guedes, como único candidato. O mandatário é ex-prefeito de Pedra Lavrada e tentou ser reconduzido para o cargo neste ano, mas foi derrotado nas urnas. Ele tem como vice Dudu Dantas, prefeito reeleito de Cubati. “Vamos olhar o Estatuto da Famup e se houver brecha, vamos questionar esta eleição”, ressaltou.

A votação teve início na manhã desta segunda-feira (31) e, segundo Tota, houve ampla divulgação do pleito. Ele minimizou o fato de os prefeitos eleitos não poderem votar. Segundo o atual dirigente, o estatuto em vigor foi aprovado em 2012 durante uma reunião com 150 prefeitos, quando ficou estabelecido que a eleição deve ocorrer até o 10º dia útil de dezembro. Sobre os novos prefeitos, ele alega que todos votarão em 2018 e depois, em 2020. “Não haverá prejuízo”, reforça Tota Guedes.Outros dois dispositivos contidos no estatuto beneficiam o atual mandatário. Ele permite a eleição de ex-prefeitos (caso dele) e o quórum mínimo do pleito é de 20%.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *