Candidato que vomitou ao “carregar” pobre foi eleito em Curitiba

 

Reprodução: Instagram

Reprodução: Instagram

O candidato Rafael Greca (PMN) foi eleito prefeito de Curitiba (PR). O postulante ganhou notoriedade nacional ao dizer, durante entrevista, que vomitou ao “carregar” em seu carro um pobre que precisou de socorro. O fato se transformou em polêmica ainda no primeiro turno e atrapalhou uma eleição considerada certa ainda na fase inicial do pleito. Ao ser questionado sobre a que atribuía a vitória, ressaltou a inteligência dos eleitores, que compararam ele ao seu candidato. Ainda com 94% dos votos apurados, ele já registrava 53,37% dos votos válidos, o suficiente para ser eleito, diante de Ney Leprevost (PSD).

Rafael Valdomiro Greca de Macedo é curitibano e tem 60 anos. Foi prefeito de Curitiba de 1993 a 1996. Greca é economista e engenheiro urbanista. Além disso, é escritor, poeta, editor e pesquisador de história e membro da Academia Paranaense de Letras. Em 1999, foi ministro de Esporte e Turismo no início do segundo mandato presidencial de Fernando Henrique Cardoso. Ficou no cargo até maio de 2000. Quando aceitou um cargo no primeiro escalão do governo FHC, tinha sido eleito deputado federal, sendo o mais votado do Paraná

Em 2002, Greca foi eleito deputado estadual com 51.921 votos. Quatro anos depois, tentou a reeleição mas chegou apenas à suplência. Este ano, concorreu à prefeitura pelo PMN, mas já foi do PMDB, PFL (atual DEM), PDT e PDS (extinto em 1993).

Com informações da Agência Brasil

 

comentários - Candidato que vomitou ao “carregar” pobre foi eleito em Curitiba

  1. Carlos Eduardo Garcia Disse:

    Olha aí…. Sou Maringaense(Maringá-PR) Moro em Patos-PB, a 35 anos e Sou NORDESTINO de coração, Bairrismo é uma coisa, em certos casos é até engraçado, mas pobre tem em todo lugar…..e com certeza esse ” Merda” é o mais pobre e desprovido de tudo que um ser humano precisa : Caráter, isso não gente é um Monstro,……Outra, a maioria de votos neste ultimo pleito, não foi lá essas coisas não, O Povo de Curitiba, em sua totalidade, com certeza, não apóia essa Aberração .

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *