Marcos Vinícius não aceita “rateamento” de mandatos na Câmara’

Marcos Vinícius

Marcos Vinicius rejeita composição com Durval Ferreira

Em campanha pela presidência da Câmara de João Pessoa, o vereador tucano Marcos Vinícius mandou nesta terça-feira (18) um recado para o atual mandatário da Casa, Durval Ferreira (PP): não aceita a tese de rateamento dos mandatos. A proposta tem sido trabalhada pelo progressista visando uma composição para a disputa do poder na Casa. A ideia de Ferreira é que ele assuma o comando da casa por mais dois anos e apoie um segundo nome para o biênio seguinte. Algo parecido com o que ocorreu na Assembleia Legislativa, onde foram eleitos em sequência de minutos Adriano Galdino (PSB) para o primeiro biênio e Gervásio Maia (então PMDB e hoje no PSB) para o segundo.

“Essa postura não é democrática nem republicana. Não há espaço para conchavos na Câmara Municipal. O que tem que ser feito é respeitar o Regimento Interno da Casa, que estabelece uma eleição em cada biênio da nova legislatura”, criticou Marcos Vinícius. O tucano ressaltou que a reunião anunciada por Durval Ferreira com ele ainda não aconteceu, mas garantiu que não terá qualquer problema para se encontrar com o atual presidente do Legislativo. “Faz parte do jogo democrático e vamos nos reunir, sim, quando ele me procurar”, acrescentou o parlamentar, que diz ter conversado com praticamente todos os vereadores eleitos e reeleitos, inclusive os da oposição.

O tucano montou uma plataforma com propostas que vão da Câmara Itinerante à revisão do Regimento Interno e a digitalização e revisão (quando necessário) de todas as leis em vigor atualmente na Casa. Também promete espaço à oposição na mesa diretora, para garantir o apoio necessário à sua eleição. Além dele e de Durval Ferreira, se lançaram como virtuais candidatos os vereadores Eliza Virgínia (PSDB), Helton Renê (PCdoB), Lucas de Brito (PSL) e Léo Bezerra (PSB). Apesar disso, as maiores movimentações têm sido de Durval e Marcos Vinícius. Os opositores do atual mandatário criticam a perpetuação do vereador do PP na presidência, onde se mantém há dez anos.

Durval Ferreira chegou a dizer, nesta terça-feira (18), que tem o compromisso do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) para viabilizar sua manutenção no cargo. Uma informação não confirmada pelo gestor, que, através da sua assessoria, informou que sua preocupação neste instante está voltada para a gestão e a entrega de obras. Temas referentes à reforma administrativa e à sucessão na Câmara Municipal ficarão para um segundo momento. Cartaxo se encontra em Brasília, para onde foi em busca de emendas parlamentares para a prefeitura.

comentários - Marcos Vinícius não aceita “rateamento” de mandatos na Câmara’

  1. Rubens Figueiredo Disse:

    Como pode uma legislação permitir um mandato por mais de 10 anos, essa legislação não é séria. Abaixo o instituto da reeleição em todos os níveis, os cargos não devem ser propriedade de ninguém. Outro erro grave na legislação é o afastamento de políticos eleitos e com mandatos para ceder lugar a suplentes que não lograram sucesso nas urnas, só para saldar dívidas de campanha. Esse Brasil “é brincadeira!”.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *