Fracassa nova tentativa dos vereadores de afastar Netinho em Santa Rita

Crédito: Francisco França

Crédito: Francisco França

Os vereadores da oposição fracassaram mais uma vez, nesta quinta-feira (6), na tentativa de afastar o prefeito de Santa Rita, Netinho de Várzea Nova (PR). Novamente, uma manobra gestada na base governista fez com que 13 parlamentares faltassem à sessão. Eram necessários justamente 13 dos 19 votos possíveis para que o mandatário fosse afastado do cargo pelo restante do mandato, que se encerra em 31 de dezembro. Com apenas 6 representantes na sessão, o parecer da comissão processante, composta por Joselito Carneiro (PSB), que ocupa a presidência, e Aurian Lima (PMDB), que exerce a função de relator, não foi apreciado.

Muito chateado com o assunto, o presidente da Câmara Municipal, Anésio Miranda (PSB), disse que iria descontar a falta do salário dos vereadores que não compareceram à sessão. Além disso, assegurou que vai encaminhar a lista dos faltosos para o Ministério Público. A denúncia que está sendo considerada para o afastamento do gestor pela direção da Casa é dividida em três eixos: atraso nos salários dos servidores sem que tenha havido descontinuidade na arrecadação e nos repasses federais; o não repasse de contribuições previdenciárias apesar do desconto em folha, e, por último, o desconto dos empréstimos consignados dos servidores sem o devido repasse do dinheiro para a Caixa Econômica Federal.

Ao ser questionado sobre o motivo das ausências, Anésio Miranda insinuou que os faltosos não compareceram a pedido do prefeito. O Legislativo vai colocar o tema em pauta novamente na próxima terça-feira e, segundo Miranda, isso vai continuar até o fim do ano, já que a comissão processante tem duração de 180 dias. Ele alegou ainda que vai se reunir com a assessoria jurídica da Casa e, no mínimo, haverá corte do ponto dos vereadores. Mesmo com a insistência do blog, ele não quis dizer quanto será debitado dos salários.

Em conversa recente com o blog, o prefeito Netinho de Várzea Nova negou as acusações e fez duras críticas aos vereadores, apesar de admitir que poderia pagar um preço alto por isso. “A Câmara de Santa Rita tem homens e mulheres de bem. Mas pode ter certeza: tem bandidos que talvez quem esteja preso hoje dentro do Presídio Padrão de Santa Rita seja mais honesto do que alguns bandidos que têm em Santa Rita, dentro desta Câmara. Mas tem homens e mulheres de bem”, vociferou Netinho, ao analisar o risco de afastamento.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *