Justiça nega retorno de Zé Veira para prefeitura de Marizópolis

Ze vieiraO prefeito afastado de Marizópolis, Zé Vieira, teve negado pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) o pedido para voltar ao comando da cidade. Ele deixou o cargo em 31 de agosto, por decisão da Justiça Federal, em decorrência das acusações de suposta participação em esquema de corrupção no âmbito da operação Andaime, em curso desde junho de 2015. Vieira foi afastado do cargo por 180 dias, período superior ao disponível para o restante do seu mandato. Segundo a Justiça Federal em Sousa, ele, entre outras coisas, atuou para embaraçar investigação sobre suposta fraude licitatória em Marizópolis, o que foi confirmado pelo TRF-5.

Este foi o segundo afastamento de Vieira neste ano. No primeiro, o TRF5 deu cumprimento ao entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) de que os condenados em segunda instância deveriam cumprir a pena sem a necessidade de aguardar o trânsito em julgado. Em recurso, ele conseguiu retornar ao cargo. No caso atual, o Ministério Público Federal em Sousa ajuizou ação cautelar para afastá-lo do poder. O pedido foi aceito pela 8ª Vara da Justiça Federal. Com a decisão do TRF-5, o vice-prefeito, José Lins Braga (PSDB), continua no comando da prefeitura.

De acordo com o MPF em Sousa, o pedido de afastamento contra Zé Vieira foi feito para resguardar a instrução de ação civil pública por ato de improbidade administrativa ajuizada contra ele.

 

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *