Executivo Legislativo 14:55

Rebordosa: Ricardo manda Trócolli para Assembleia e rifa Olenka

Maranhão e ricardo

Crédito: Reprodução/Instagram

Toda ação provoca uma reação. Três dias depois de o senador José Maranhão (PMDB) anunciar o rompimento com o governador Ricardo Coutinho, o socialista iniciou o movimento para dar o troco. O gestor anunciou que nesta quarta-feira (3) o secretário de Articulação do governo, Trócolli Júnior (Pros), deixa o cargo para reassumir o mandato na Assembleia Legislativa da Paraíba. Com isso, a sobrinha do senador, Olenka Maranhão (PMDB), volta à condição de suplente. A parlamentar estava presente, no último sábado (30), na solenidade que marcou o apoio do partido à reeleição do prefeito Luciano Cartaxo (PSD).

A ida de Olenka Maranhão para a Assembleia Legislativa, no ano passado, fez parte de uma articulação que tentava atrair o PMDB para o apoio à pré-candidatura de Cida Ramos (PSB) a prefeita de João Pessoa. A trancos e barrancos, apesar da pressão, os peemedebistas decidiram manter a pré-candidatura do deputado federal Manoel Júnior a perfeito. A “rebeldia” do grupo aliado acabou sendo aceita pelo governador, porém, a paciência de Coutinho se esgotou no momento em que o partido mudou de rumo e foi de “mala e cuia” para os brados de Cartaxo. E o pior, sem poupar críticas ao gestor.

No último sábado, o senador José Maranhão fez muitas críticas ao tratamento dispensado por Ricardo Coutinho ao PMDB. Apesar de colocar a sigla peemedebista como essencial para a reeleição de Ricardo, o parlamentar reclamava dos espaços recebidos no governo. Para ele, o PMDB nunca teve a importância devidamente reconhecida. O governador, ao analisar o caso, durante entrevista à rádio Arapuan, disse que não pretende governar ao lado de quem rompe uma aliança. O Diário Oficial do Estado desta quarta-feira também deverá trazer a demissão dos indicados pelo PMDB para o governo.

Mais Notícias

COMENTÁRIOS

  1. Avatar for Suetoni
    CHICO OLIVEIRA

    SEJA NA ENTRADA E/OU NA SAÍDA, ISSO CARATERIZA FISIOLOGISMO, OU SEJA, conduta ou prática de certos representantes e servidores públicos que visa à satisfação de interesses ou vantagens pessoais ou partidários, em detrimento do bem comum? ISSO PODE SER CLASSIFICADO COMO ALGO “REPUBLICANO”. ATÉ QUANDO A NOSSA DEMOCRACIA SUPORTARÁ TANTA PORRADA? Como diria o Chicó: “Eu não sei. Só sei que foi e continua assim.

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *