Estela ou Cida? Nem o PSB sabe quem será o candidato a prefeito em João Pessoa

O PSB não chegou a um consenso na reunião desta quarta-feira (27) para decidir quem seria o representante da sigla na disputa da prefeitura de João Pessoa, em substituição a João Azevedo, que foi rifado da disputa. Durante todo o dia acompanhei a bolsa de apostas, uma hora com a secretária de Desenvolvimento Humano Cida Ramos na frente, outra com a deputada estadual Estela Bezerra figurando no topo da lista. Não deu outra, os diretorianos não conseguiram fechar a questão e vão trabalhar as duas, provisoriamente, como pré-candidatas. A que conseguir reunir em torno de si o maior número de apoios, vai para as urnas.

Cida-Ramos

Cida Ramos e cotada para a disputa

Foto: Francisco França

Estela Bezerra poderá trocar a ALPB pelas urnas

No fundo, a indefinição se deve a um único fator: o PSB pode até ter grandes quadros, mas nenhum dos nomes disponíveis é competitivo o suficiente para figurar como nome incontestável. Cida Ramos agrada a grande parte dos dirigentes e pode unir a militância dos girassóis, mas possui densidade eleitoral perto de zero, o que é fatal para quem vai disputar uma eleição de tiro curto como a atual, com apenas 45 dias de campanha. Já Estela, com mais cancha e recall construído em eleições anteriores, tem contra si as inimizades construídas na base e relativa dificuldade para unir a militância girassol.

Na reunião desta quarta ficou acertado que os dirigentes e lideranças do partido serão consultados. O momento pende para Cida Ramos, cuja história de vida é vista como um trunfo para a disputa. Além disso, Estela Bezerra teria dito ao governador Ricardo Coutinho que não tem interesse de ir para a disputa. O partido tem a maior liderança política do Estado, o governador Ricardo Coutinho (PSB). O crescimento da candidatura, portanto, vai depender muito da disposição dele de gastar sola de sapato para ir de bairro em bairro pedindo votos. Se depender do desempenho pessoal de Cida e Estela, as possibilidades de sucesso serão muito remotas.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *