Meta 4 condena ex-servidores do Procon Estadual que tentaram extorquir banco

O caso andava meio esquecido, mas volta à tona agora. Entre os condenados na Meta 4 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), na Paraíba, estão os dois ex-servidores do Procon Estadual. Antônio Herbert Cabral Borba é ex-coordenador jurídico e Rodolpho Cavalcanti Dias, ex-assessor jurídico do órgão. Os dois foram exonerados em 2013 depois que o Fantástico da Rede Globo mostrou vídeo com eles tentando extorquir um gerente do banco Bonsucesso, que gravou tudo.

Os dois foram detidos dentro de um shopping da capital, onde conversavam com o gerente com a promessa de livrar a instituição financeira de R$ 300 mil em multas mediante o pagamento de 10% deste valor a eles. Os dois foram condenados por crime contra a administração pública e terão que cumprir penas de 10 anos de reclusão em regime fechado, no caso de André Herbert, e 11 anos de prisão, no caso de Rodolpho Cavalcanti.

O esquema na época foi denunciado pelo banco ao Ministério Público da Paraíba, que orientou o funcionário a gravar a conversa. Os dois foram presos pelo Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil.

Confira o diálogo transcrito da reportagem do Fantástico:

Rodolpho: Veja só, chegou na nossa mão aqui cinco recurso de vocês, certo, na turma recursal do Procon da Paraíba.

Funcionário do banco: Sim.

Rodolpho: Aí o meu chefe pediu para eu entrar em contato com vocês, para poder tentar matar estes processos.

Em outro momento, André liga para o gerente e explica como anularia as multas:

André: São três votos. E aí como eu sou o coordenador lá da turma, aí o parecer eu mesmo faço, entrego a eles e eles assinam e eu dou o visto autorizando o parecer, entendeu?

Funcionário: Ah.

André: O Procon, como tem lá a decisão de extinguir a multa, então o que ele vai fazer? Ele vai anular, vai tirar do cadastro da divida ativa, certo?

 

Link para a matéria do Fantástico

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *