No encontro de governadores do PSB com Dilma, Ricardo cobra mais recursos

Os governadores do PSB se reúnem na manhã desta quarta-feira (30) com a presidente Dilma Rousseff (PT) com bala na agulha para a conversa. O encontro teve início às 10h, mas a discussão em torno do que dizer à presidente foi definido mais cedo, durante café da manhã entre Ricardo Coutinho, da Paraíba; Paulo Câmara, de Pernambuco, e Rodrigo Rollemberg, do Distrito Federal. Os três gestores sabem que a petista pedirá apoio político e vão cobrar apoio administrativo.

Francisco França

Ricardo, Paulo Câmara e Robinson Faria Foto: Francisco França

O cálculo é bem simples. Dilma Rousseff está na corda bamba e precisa de todo o apoio que conseguir para evitar o risco de impeachment, gestado estrategicamente na oposição com a ajuda de setores do PMDB, notadamente pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. O agravante é que a bancada do PSB no Congresso Nacional se posicionou recentemente favorável ao impedimento da presidente. Dilma espera que os governadores possam reverter isso.

Os estados, por outro lado, cobram a imediata autorização para que eles possam captar empréstimos com instituições financeiras internacionais. Só a Paraíba pleiteia mais de R$ 1,5 bilhão. O governador Ricardo Coutinho vai aproveitar o encontro também para cobrar a liberação de recursos para a execução as obras hídricas em curso na Paraíba. O principal foco é a adutora Acauã-Araçagi, que tem custo estimado em R$ 1 bilhão.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *