Troca de farpas entre Ricardo Coutinho e Luciano Cartaxo já esquenta disputa

Ainda vai demorar mais de um ano para o dia em que o eleitor sairá de casa e seguirá para as urnas para decidir o futuro prefeito de João Pessoa. Mas isso não tem impedido que diretamente ou através de auxiliares o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), e o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), troquem farpas a todo instante. O primeiro quer lançar um aliado para a disputa da capital, enquanto o segundo vai brigar pela reeleição.

Ricardo_Luciano

O clima de estranhamento começou com a saída do prefeito do PT, partido que integra a base aliada do governador. De lá para cá, expressões como “lealdade não é para poucos”, dita por Cartaxo para acusar Coutinho de não cumprir o compromisso de apoiá-lo para a reeleição, passaram a ser comuns. O pessedista também chama o governador de “soberbo”. De volta, o socialista disse que o “pessoense precisa voltar a sorrir” e questiona a fidelidade de Cartaxo.

Aos poucos, os auxiliares de ambas as partes vêm deixando o pelotão de frente dos ataques para que os “generais” assumam o embate. E, nesse contexto, Ricardo e Cartaxo não têm perdido a oportunidade de trocar farpas, mesmo que, em alguns casos, usem aliados para isso. Na tarde desta terça-feira (29), por exemplo, o vereador Bira Pereira (ex-PT) foi escalado para responder o governador, com acusações sobre a escalada da violência no Estado.

Em resposta ao comentário de Ricardo Coutinho de que “João Pessoa precisa voltar a sorrir”, o vereador divulgou nota em que ataca a gestão socialista no Estado, dizendo que “a Paraíba precisa parar de chorar”. Do PSB, quem deve ocupar esse espaço de críticas é o deputado estadual Ricardo Barbosa e a deputada Estela Bezerra, ambos ácidos ao comentar a gestão de Luciano Cartaxo. Ou seja, teremos trocas de farpas à vontade.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *