PT de João Pessoa deve perder mais de 40 filiados para o PSD de Cartaxo

O Partido dos Trabalhadores, em João Pessoa, inicia a partir desta semana uma verdadeira profissão de fé, para recompor os seus quadros. Pelo menos 40 militantes, alguns deles históricos, se desfiliaram da legenda para seguir o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, que deixou a sigla para se filiar ao PSD. As atenções do PT estão voltadas para o vereador Benilton Lucena. O entendimento é o de que o mandato pertence ao partido, por isso, os dirigentes vão brigar na Justiça para reavê-lo.

O cálculo feito pelo presidente estadual do partido, Charliton Machado, é o de que mais de 40 petistas deixem a sigla. Do efetivo, ele coloca apenas o secretário de Desenvolvimento Urbano de João Pessoa, Hildevânio Macedo, e o de Articulação Política, Adalberto Fulgêncio, como históricos. Muitos dos outros, na avaliação dele, entraram no partido por questões fisiológicas. “Quando um partido vira poder, surgem muitos aproveitadores”, observa o dirigente, sem citar nomes.

O partido começa agora a discutir os planos para o próximo ano. A vice na Executiva, Aparecida Diniz, foi efetivada como titular e vai coordenar as discussões em relação à política de alianças. O partido poderá lançar candidatura própria no próximo ano ou investir em uma aliança com o PSB do governador Ricardo Coutinho. Não há a mínima possibilidade de uma composição com Luciano Cartaxo, pelo tom crítico dele ao deixar a sigla.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *