Governadores vão a Dilma, mas não pretendem apresentar pedidos

Os governadores do Nordeste andam meio como “gatos escaldados” em relação à presidente Dilma Rousseff (PT). Eles receberam de última hora um convite para jantar nesta sexta-feira (28) com a gestora, que cumpre agenda no Ceará, em Caucaia para ser mais exato, mas andam desconfiados sobre o motivo. O encontro será em Fortaleza, para onde Ricardo Coutinho e os outros gestores seguirão à tarde.

Encontro_de_governadores__cred_Secom_PB_pag.Pagina_3_cad.Caderno_1_-_Divulga_410083

Como não foi antecipada a pauta do encontro, o burburinho entre os governadores é que a presidente vai pedir apoio para a nova CPMF, que mesmo sem sair do papel já gera polêmica. O sentimento entre os gestores é de desconfiança. Em agenda recente, o governador paraibano Ricardo Coutinho elevou o tom, dizendo que está na hora de a presidente dar retorno sobre os pedidos feitos pelos gestores nordestinos.

Nesta sexta procurei ouvir os colegas da comunicação do governo de Pernambuco. O sentimento relatado em relação ao governador Paulo Câmara (PSB) é parecido com o de Ricardo. Ele lembra que já foram cinco reuniões de governadores do Nordeste e mais uma com os gestores de todo o país, sendo duas delas com a própria presidente e nada de proposta clara para o Nordeste.

Sobre a CPMF, há muita desconfiança de que o projeto seja levado à diante pela presidente Dilma, tendo em vista o quanto a proposta ganhou a antipatia de lideranças políticas e empresariais de ontem para hoje. Para concluir, vale dizer que o momento é de crise e, desta vez, os gestores querem ouvir a promessa de investimentos e parcerias, não mais convite apenas para socorrer o Planalto no combate à pauta pomba.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *