Cássio nega golpismo e diz que Ricardo é alvo da Procuradoria Eleitoral

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) tem demonstrado irritação com as declarações do governador Ricardo Coutinho (PSB), que, nesta semana, acusou o parlamentar de ter “aura golpista”, por, na visão do socialista, trabalhar pela cassação dele e da presidente Dilma Rousseff (PT). Por meio de sua assessoria, o tucano negou perseguição ao governo estadual, mas deixou claro que o gestor terá que responder à Justiça por suposto uso da máquina nas eleições.

O tucano disse ainda que suas queixas contra Ricardo Coutinho são restritas ao âmbito administrativo, com a cobrança do cumprimento das promessas de campanha, a exemplo da redução dos índices de violência. Sobre os processos que pedem a cassação do socialista, ele lembra que a maioria deles é puxada pela Procuradoria Regional Eleitoral. Ele lembra que o Ministério Público pede a cassação de Coutinho e da vice, Lígia Feliciano (PDT).

Entre os processos que o tucano vê com potencial de cassação do governador está o que acusa Ricardo Coutinho de fazer uso eleitoreiro do Empreender Paraíba. De acordo com relatório elaborado pela própria Controladoria Geral do Estado, o programa não tinha critérios rígidos para a concessão dos empréstimos, bem como a exigência de os beneficiados pagarem as prestações posteriormente.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *