Estranhamento entre PSB e PT começa pelas beiradas. Rompimento à vista

Em recente comentário na CBN João Pessoa, revelei o que tinha escutado de auxiliares do governador Ricardo Coutinho (PSB) que o aniversário da cidade seria o divisor de águas em relação à hoje frágil aliança entre socialistas e petistas. As entregas planejadas pelo governador são de cunho municipalista, de quem tem mais interesse na capital do que ajudar um aliado de outro partido. Pois bem, não foi preciso esperar as inaugurações acontecerem. A guerra já começou.

Primeiro o secretário de Comunicação do Estado, Luís Torres, veio a público dizer que a gestão de Luciano Cartaxo, em João Pessoa, precisa dar respostas mais ágeis à população. A mesma observação feita anteriormente pelos deputados Estela Bezerra e Ricardo Barbosa; o presidente da executiva municipal, Ronaldo Barbosa, e, sem ser muito direto, pelo governador Ricardo Coutinho. O gestor chegou a dizer que o governo tem executado as grandes obras de mobilidade na capital.

Irritado, o vereador petista Bira Pereira divulgou nota nesta quarta-feira (29) com críticas a Torres, mas, sobretudo, dizendo que “setores do PSB estão sofrendo de dor de cotovelo”. “Primeiramente, essas colocações do porta-voz do governador só demonstram que vários setores do PSB estão com uma profunda dor de cotovelo pela presente atuação do prefeito Cartaxo, que representa uma gestão transformadora e aprovada pela população pessoense”, disse.

O governador anunciou na última segunda-feira as entregas do teatro do Centro de Convenções, Trevo das Mangabeiras, Central de Polícia e Escola Técnica para marcar o aniversário de João Pessoa. Luciano Cartaxo faz isso nesta quinta-feira. O clima entre os dois lados já é de acirramento, mas ainda não de rompimento. Tanto Ricardo, quanto Cartaxo vão evitar o embate. Ele só vai acontecer se o prefeito não estiver bem no próximo ano. Qualquer avaliação feita agora, principalmente as menos confiáveis, terão pouco impacto na composição da aliança.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *