Música 11:01

A bandeira verde e amarela não pertence ao bolsonarismo

Hoje, 19 de novembro, é o Dia da Bandeira.

Considero o Hino à Bandeira o mais belo dos nossos hinos.

Melodia de Francisco Braga, letra de Olavo Bilac.

É difícil de ser cantado.

A linha melódica tem soluções que contrariam o ouvido mediano.

O verso “recebe o afeto que se encerra em nosso peito juvenil” é lindo.

No tempo da ditadura, o compositor de esquerda Sérgio Ricardo, em seu show Faz Escuro, Mas Eu Canto, botou o Hino à Bandeira no repertório.

Como se nos dissesse que a bandeira não pertencia aos governos de exceção.

Equivale, hoje, a dizer que essa bandeira verde e amarela não pertence ao bolsonarismo nem aos bolsonaristas.

Ela é de todos os brasileiros.