Política 7:06

O Brasil não precisa fazer como o Chile. O Brasil precisa é respeitar a Constituição de 1988

No Brasil, muita gente comemorou o não do povo chileno à velha Constituição do tempo da ditadura de Augusto Pinochet.

A comemoração é justíssima.

Mas muita gente se equivocou numa coisa: ao dizer que o Brasil deve seguir o exemplo do Chile.

Não. O Brasil fez muito melhor e muito mais rapidamente do que o Chile.

A ditadura de Pinochet, que matou milhares e torturou milhares, acabou faz 30 anos.

Depois dela, o povo chileno já elegeu democraticamente vários presidentes.

Não se livrou, porém, da Constituição do tempo do general que, em 1973, depôs e matou o presidente Salvador Allende.

Precisava fazê-lo. Já passava da hora.

No Brasil, os militares saíram do poder em 1985.

Numa transição, antes da realização de eleições diretas para escolher o presidente, fomos governados por cinco anos pelo civil José Sarney.

Foi aí que elegemos um congresso constituinte para redigir a Constituição promulgada em outubro de 1988.

A democracia brasileira, portanto, foi reconstruída sob a vigência de uma nova Constituição.

É nossa história recente. Recentíssima.

Não deve ser esquecida.

Comemorar a decisão dos chilenos é uma coisa.

Dizer que o Brasil precisa fazer como o Chile, é outra completamente diferente.

O que o Brasil precisa fazer é respeitar a Constituição Cidadã de 1988. O nosso “livrinho”.

O que o Brasil precisa fazer é eleger gente capaz de governar.