Música 7:52

Em noite de gala, Mônica Salmaso e Teco Cardoso fazem live com música de Chico Buarque

Há dois casamentos entre Mônica Salmaso e Teco Cardoso.

Num, eles são marido e mulher e têm um garoto chamado Theo.

No outro, vivem uma bela parceria musical.

Ela, uma das grandes cantoras brasileiras.

Ele, um craque nos saxes e nas flautas, integrante do grupo Pau Brasil, ex-aluno do mestre Moacir Santos.

Nesta sexta-feira (11), Mônica e Teco fizeram uma live com músicas de Chico Buarque.

Mônica Salmaso tem dois discos dedicados ao cancioneiro de Chico.

Noites de Gala, Samba na Rua, em estúdio.

Noites de Gala ao Vivo, com registros da turnê que percorreu o Brasil.

Ela, portanto, já enfrentara e fora aprovada com distinção na dificílima tarefa de regravar Chico.

Não foi diferente na live desta sexta.

Mônica com sua voz e sua percussão, Teco com seus instrumentos – os dois recriaram as canções de Chico sempre guiados pela beleza,  pela sensibilidade, pelo virtuosismo. Chico e seus parceiros – Edu Lobo, João Bosco, Cristovão Bastos.

No repertório, alguns números (Construção, Ciranda da Bailarina, Morena dos Olhos d’Água, Partido Alto, Bom Tempo, Flor da Idade) já estavam nos dois Noites de Gala. Outros (A Banda, Bancarrota Blues, Todo o Sentimento, A Permuta dos Santos, Sobre Todas as Coisas, A História de Lily Braun, Meia-Noite, Sinhá), não.

Meia-Noite, da parceria de Chico com Edu, foi sublime.

Nesse momento de pandemia e desgoverno, penso muito nas belezas do Brasil. Ao lado delas, nos mantemos vivos.

Mônica Salmaso é a cantora que prefiro entre todas as que surgiram nos últimos 25 anos. Sua voz é uma das belezas do Brasil.

Ela e Teco nos ofertaram muitas belezas ontem à noite, que são as canções de Chico Buarque.

E o fizeram com a delicadeza que elas pedem.

Duas pessoas num pequeno cenário, uma única câmera, alguns áudios convidados (Nelson Ayres, Cristovão Bastos, Rodolfo Stroeter).

Uma estrutura pequena para um grande resultado.

No final, um velho samba de Chico, do artista quando jovem, anunciou bom tempo.

Que venha logo!