Música Vídeos 9:30

É comovente Caetano Veloso cantando Hey Jude, dos Beatles. Single foi lançado nesta sexta

Caetano Veloso nos pegou de surpresa nesta sexta-feira (04).

Amanhecemos com a versão dele de Hey Jude, dos Beatles. 

O single está nas plataformas digitais desde a madrugada.

O lançamento tem a ver com a estreia do documentário Narciso em Férias, na próxima segunda-feira. O documentário de Ricardo Calil e Renato Terra, que se debruça sobre a prisão de Caetano Veloso pela ditadura, será exibido no Festival de Veneza e estará disponível no Globoplay.

Por que Hey Jude?

Caetano responde no livro Verdade Tropical: aos ouvidos daquele homem preso, a canção escrita por Paul McCartney soava como “o mais forte indício de aproximação da soltura”.

Esta não é a primeira vez que Caetano Veloso grava os Beatles.

Em 1975, o álbum Qualquer Coisa trazia suas versões de Eleanor Rigby, For No One e Lady Madonna. Simultaneamente, havia Help! no LP Joia.

Sua gravação de Hey Jude, com voz e violão, guarda muita fidelidade ao original dos Beatles, mas parece haver, na voz de Caetano, uma melancolia que não há na voz de Paul. Se é assim, é porque a canção evoca a violência da prisão em 1968.

No ano de 1968, Hey Jude era uma das músicas mais tocadas nas emissoras de rádio.

Eram os Beatles, ainda juntos, com uma das suas grandes canções.

Eu tinha apenas nove anos e guardo na minha memória afetiva a lembrança daquelas audições.

Ouvir Hey Jude agora com Caetano, e no contexto em que a música está colocada, é comovente.