Música 10:17

LP de estreia de McCartney faz 50 anos. É disco feito em casa

Em 1970, Paul McCartney não esperou por maio para colocar no mercado seu primeiro disco sem os Beatles.

Em maio, seria lançado Let It Be, último LP dos Beatles, mas, já em abril, Paul botou nas lojas o álbum McCartney.

O mesmo abril em que anunciou o fim do quarteto.

John Lennon/Plastic Ono Band. O primeiro John sem os Beatles é excepcionalíssimo. É lá que está o verso “o sonho acabou”.

All Things Must Pass. O primeiro George Harrison sem os Beatles é uma preciosíssima coleção de canções reunidas numa caixa tripla.

Paul McCartney não fez um grande disco de estreia.

Dizem que andava deprimido.

Gravou em casa, tocou todos os instrumentos – feito que repetiria uma década mais tarde em McCartney II.

É meio tosco.

Mas tem uma grande balada, à altura das melhores que escreveu: Maybe I’m Amazed.

Até hoje, está no repertório dos seus shows, a enternecer as plateias.

Tem Junk. Autenticamente, McCartney. Em duas versões: uma cantada, outra instrumental.

E tem Every Night. Melodia triste e bonita.

Quase sempre, no entanto, McCartney soa como um álbum de rascunhos que poderiam ter sido melhorados.