Governador desfaz decisão da EPC e manda Gonzaga Rodrigues, Sitônio Pinto e Carlos Aranha de volta para A União

Recebi há pouco telefonema do professor Damião Ramos, secretário estadual de Cultura e presidente da Academia Paraibana de Letras.

Ele informou, oficialmente, que o governador João Azevedo determinou a volta dos jornalistas Gonzaga Rodrigues, Otávio Sitônio Pinto e Carlos Aranha aos espaços que ocupavam em A União.

Os três haviam sido afastados de suas funções por Naná Garcez, que está à frente da EPC, a Empresa Paraibana de Comunicação, da qual fazem parte A União e a Rádio Tabajara.

O afastamento foi decidido a partir de um embargo da comissão de acumulação do estado.

O secretário Damião Ramos me disse que recebeu mensagem do governador João Azevedo com o seguinte teor:

“Professor Damião, diga a Gonzaga, e também a Aranha e a Sitônio, que determinei que fosse encontrada uma solução para o caso deles. Isso é uma questão minha”.

Damião Ramos ligou para os três jornalistas (que também são membros da Academia Paraibana de Letras) e transmitiu a eles a determinação do governador.