Mais Cultura 6:14

Noiva de Bolsonaro, Regina está com uma cara de deslumbrada!

Na manhã de 15 de março de 1990, dia da posse de Fernando Collor, vi na TV imagens de um grupo vip de apoiadores do primeiro presidente eleito pelo voto direto depois do golpe de 1964.

Era um encontro na Casa da Dinda.

A atriz Cláudia Raia estava no meio do grupo. Tinha apenas 23 anos.

Enxerguei nela um misto de arrogância e deslumbramento.

Só para começar, estávamos a pouquíssimas horas do confisco da poupança dos brasileiros.

As poucas imagens que vi de Regina Duarte nos últimos dias me remeteram, de alguma maneira, à Cláudia Raia que fora a Brasília para a posse de Collor.

A atriz no Rio com o presidente Bolsonaro.

A atriz chegando a Brasília para fazer um “teste” na Secretaria de Cultura.

Fotos e imagens em movimento.

Somadas às imagens, algumas declarações.

Regina se disse de corpo e alma com o governo.

Que coisa boba, melosa, piegas!

Além de incompatível com a difícil tarefa de gerir a cultura a partir do governo federal.

Sabem o que eu acho?

Que Regina Duarte está deslumbrada com as luzes do poder.

No tempo em que foi apoiadora de Collor, Cláudia Raia tinha 23 anos.

De namoradinha do Brasil a “noiva” de Bolsonaro, Regina Duarte está com 72 anos (73 em fevereiro).

Convenhamos. Já passou da idade de estar deslumbrada com cargos.

E, sobretudo, de acreditar num governo como o de Bolsonaro.