Filmes da Marvel são desprezíveis. Foi Francis Ford Coppola que disse

Filmes da Marvel não são cinema

Scorsese

 

Filmes da Marvel são desprezíveis

Coppola

Não conheço os filmes da Marvel.

Não dedico meu tempo a eles.

O universo da Marvel não me interessa.

Isso me desautoriza a falar sobre esses filmes? Sim.

Mas não me impede de ter uma desconfiança.

Na minha infância, o lixo do cinema eram aqueles filmes épicos feitos na Itália.

Eu era menino, mas já entendia que aquilo não valia nada.

Maciste no Inferno. Ursus, Prisioneiro do Satanás.

Depois vieram os westerns italianos, hoje cultuados por muita gente.

Ringo, Gringo, Sabata.

Na época, eram lixo tanto quanto os épicos que os antecederam.

OK, havia Leone, mas era um horror aquela invasão semanal da programação dos cinemas pelos westerns que os italianos realizavam.

Mais tarde, foi a vez dos filmes de lutas marciais. Igualmente, lixo.

Aqui em João Pessoa, o Cine Rex era o lançador oficial desses filmes, exibidos depois em continuação nos cinemas de bairro.

Antes de tudo isso, houvera os dramalhões da Pelmex.

Pois bem, chegando ao tempo presente, vou resumir assim:

Desconfio – apenas desconfio! – que os filmes da Marvel são o lixo do cinema de hoje.

Filmes realizados com recursos tecnológicos que não existiam décadas atrás e perfeitamente adequados aos ambientes em que são consumidos pelo público atual.

Mas, como tantos outros modismos da indústria do cinema, lixo.

Lixo cinematográfico.

*****

Dias atrás, Martin Scorsese fez duras críticas aos filmes da Marvel.

Ele disse:

“Eu não vejo. Eu tentei, sabe? Mas aquilo não é cinema. Honestamente, o mais próximo que consigo pensar deles, por mais bem feitos que sejam, com os atores fazendo o melhor que podem sob as circunstâncias, são os parques temáticos”.

E disse mais:

“Não é o cinema de seres humanos tentando transmitir experiências emocionais e psicológicas a outro ser humano”.

Depois de Scorsese, agora é a vez de Francis Ford Coppola.

Ao receber, em Lyon, o Prêmio Lumière, Coppola afirmou:

“Quando Martin Scorsese diz que os filmes da Marvel não são cinema, ele está certo, porque esperamos aprender algo com o cinema, esperamos ganhar algo, alguma iluminação, conhecimento e inspiração. Não sei se alguém tira algo disso vendo o mesmo filme várias vezes”.

E prosseguiu:

“Martin foi gentil quando disse que não é cinema. Ele não disse que é desprezível, o que eu apenas digo que é “.

Scorsese é o cara de Taxi Driver e Touro Indomável.

Coppola é o homem de O Poderoso Chefão e Apocalypse Now.

Os dois realizaram alguns dos maiores filmes do mundo.

Só não digam que eles não fazem cinema.

Nem que seus filmes são desprezíveis.