O que Jagger diria a um stoneano bolsonarista? “A crock of shit”?

O último disco autoral de inéditas dos Rolling Stones já tem 14 anos.

É A Bigger Bang. A turnê passou pelo Brasil em 2006 com aquele show monumental em Copacabana.

A Bigger Bang não é um grande título da discografia deles. É somente mediano.

É lá que está a faixa Sweet Neo Con.

A letra começa assim:

Você se diz cristão
Eu te acho um hipócrita
Você se diz patriota
Eu acho que você está cheio de merda

Imaginemos a cena.

Um stoneano bolsonarista (pois é, descobri surpreso que eles existem!) no front stage do show dos Rolling Stones.

Uma maravilha ver os Stones ao vivo!

Ele se empolga, lembra do “mito” (seu novo guru), e começa a fazer arminha.

Arminha pra lá, arminha pra cá.

Como um autêntico bolsonarista.

Uma coisa louca, é claro: meio Bolsonaro, meio rock’n’ roll.

Aí Mick Jagger, depois de correr de um lado para o outro do palco, começa a cantar Sweet Neo Con.

A letra é um petardo!

Você se diz cristão
Eu te acho um hipócrita
Você se diz patriota
Eu acho que você está cheio de merda

Sejamos verdadeiros: COMBINA? 

Caros stoneanos: é óbvio que não combina!

Querem ser bolsonaristas? Que sejam!

Mas não misturem a truculência da extrema direita com o velho e bom rock’n’ roll dos Rolling Stones!