Bolsonaro falou tudo isso aí, e vocês acham que é normal?

Foi o presidente Jair Bolsonaro que falou tudo isso aí em menos de duas semanas.

Está em veículos da chamada grande imprensa, não em publicações de esquerda.

Apenas transcrevi.

Não vou comentar.

Pergunto somente se é adequado ao presidente da República.

Seguem as falas:

FOME NO BRASIL

“Falar que se passa fome no Brasil é uma grande mentira. Passa-se mal, não come bem. Aí eu concordo. Agora passar fome, não. Você não vê gente pobre pelas ruas com físico esquelético como a gente vê em alguns outros países por aí pelo mundo”.

MIRIAM LEITÃO

“Ela estava indo para a guerrilha do Araguaia quando foi presa em Vitória. E depois (Míriam Leitão) conta um drama todo, mentiroso, que teria sido torturada , sofreu abuso etc. Mentira. Mentira”.

PARAÍBA

“Dentre os (ou aqueles) governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão. Não tem que ter nada com esse cara”.

DADOS DO INPE

“Estão na mão do Ricardo Salles e do astronauta Marcos Pontes. Não temos medo da verdade. Agora, dados jogados para cima, para fazer onda, fazer ‘oba-oba’, aí não procede. Não podemos transmitir isso”.

PRISÃO PARA GLENN

“Eu teria feito um decreto porque quem não presta tem que mandar embora. Tem nada a ver com esse Glenn. Nem se encaixa na portaria o crime que ele está cometendo. Até porque ele é casado com outro homem e tem meninos adotados no Brasil. Malandro para evitar um problema desse, casa com outro malandro ou adota criança no Brasil. O Glenn não vai embora, pode ficar tranquilo. Talvez pegue uma cana aqui no Brasil, não vai pegar lá fora não”.

DESAPARECIMENTO DE FERNANDO SANTA CRUZ

“Um dia, se o presidente da OAB [Felipe Santa Cruz] quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, eu conto para ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Eu conto para ele”.

“Não é minha versão. É que a minha vivência me fez chegar às conclusões naquele momento. O pai dele integrou a Ação Popular, o grupo mais sanguinário e violento da guerrilha lá de Pernambuco, e veio a desaparecer no Rio de Janeiro”.

COMISSÃO DA VERDADE

“Você acredita em comissão da verdade? Qual foi a composição da comissão da verdade? Foram sete pessoas indicadas por quem? Pela Dilma. Nós queremos desvendar crimes. A questão de 64, não existem documentos de matou, não matou, isso aí é balela”.

MASSACRE NO PARÁ

“Pergunta para as vítimas dos que morreram no massacre de Altamira o que eles acham sobre reforçar a segurança no presídio”.